Boa madrugada, segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019
Casa do Ceará

Imprima



Ouça aqui o Hino do Estado do Ceará



Instituições Parceiras


































:: Jornal Ceará em Brasília



— Última Edição —
— Edições Anteriores —

Untitled Document

Abril 2010

Entre quimeras e devaneios (dos outros)


J. Ciro Saraiva (*)

Pontes Neto, médico e deputado estadual, afeiçoava-se às pessoas, com facilidade. Em 1958, incluiu-me numa das sinecuras que a Assembléia criou para contemplar as derrotas da UDN e do PSP. Não fui concretamente beneficiado com o empregão, porque o inventário foi posto a baixo pelo Governador Parsifal Barroso. De qualquer modo, o gesto uniu-nos numa terna amizade até sua morte. Participei de algumas de suas lutas, todas elas voltadas para ajudar os mais pobres. A meu ver, foi mais médico do que político: tinha o grave defeito de falar mais do que devia. Em política, isso é fatal.

Quando Cesar Cals era Governador, apareceu-me com a engenhosa idéia de me fazer prefeito de Quixeramobim, cujo domínio político foi seu constante objetivo político. Explicou-me a simplicidade do plano: a Arena 1 indicaria um nome; a Arena 2 indicaria outro e o terceiro seria apontado pelo Governador. No caso de Quixeramobim – festejava – Cesar se fixaria no meu nome. Tão simples quanto um jogo de damas. Achei aquilo de um artificialismo enorme mas fiquei quieto. Meu irmão, Antonio Saraiva, presidente da Câmara se encarregaria de dar o golpe mortal no plano do Dr. Pontes: escondeu o livro de filiação partidária e não se falou mais no assunto. Mas Pontes Neto não desistiu de seus planos nem me dispensou de futuras missões:

- Prepare-se para ser interventor!

Pedro Grujão em cena

Meu “projeto político” passaria, ainda, por mais duas vezes, pelas preocupações de outro amigo, Pedro Gurjão, umas das pessoas mais brilhantes que conheci até em seus devaneios e formulações surpreendentes. Inicialmente, através de uma candidatura a Deputado Estadual “com base em forças arregimentadas desde o Cariri, passando pela região Jaguaribana, subindo a serra de Ibiapaba e descendo pelo Acaraú, sem esquecer o velho e sempre lembrado Quixeramobim, onde Pontes Neto, mais uma vez plantado na ribeira do Pirabibu, estaria de tacape e gibão de couro no comando das tropas aborígenes. Se não chegara à Assembléia, pelo esgoto fétido do inventário, também não o faria na crista revolucionaria de milhões de votos já prontamente articulados e sôfregos em se transformarem em mandado popular... Pedi para desarmarem o exuberante dispositivo e me deixaram em paz.

Por pouco tempo. Porque, em Julho ou Agosto de 1986, com a campanha de Tasso pegando fogo e eu nela envolvido, eis-me que, às desoras, bate-me à porta, intrépido e fogoso, meu caro Pedro Gurjão:

- Trago-lhe uma proposta irrecusável!

- Meu pedido de demissão?

Era uma “chapa” que lhe parecia invencível: Ciro Saraiva para o Governo e Pedro Gurjão para o Senado. Quase cai de espanto. Morrendo de sono e tendo que ouvir um disparate daquele tamanho!

- Como é que poderia ser isso, Pedro? O Tasso vai abrir pra mim?

- Não! Nós vamos enfrentá-lo e derrotá-lo.

Três horas depois de “negociações”, o saldo era desolador: uma garrafa de café, meia dúzia de água mineral e o sono da madrugada.

Resisti bravamente, quase até o sol raiar. Mas, quando o sol raiou afinal, fiz-me lépido e fagueiro entre as brumas de uma aventura de capa e espada.

Desde então, não me apareceram mais projetos para melhorar a biografia, pelo que sou sinceramente grato, a salvo dos infortúnios, de quimeras e imaginações febris.

J.Ciro Saraiva (Quixeramobim), jornalista

 

Untitled Document

Luciano Barreira
Jornalista e Escritor

                                            


:: Outras edições ::

> 2017

– Outubro
Encontro de portugas. ora, pois, pois

– Setembro
Carta omante e consultas espirituais

> 2015

– Novembro
Tenóbio

– Outubro
Conversa Íntima Entre Dois Amigos Idosos

– Setembro
Conversa Íntima Entre Dois Amigos Idosos

– Agosto
A causa da desavença do casal

> 2014

– Dezembro
Pão De Queijo
– Novembro
Os novos comandos
– Outubro
Quando se tem o mesmo nome
– Setembro
Diálogo entre Dircinéia e Craudete
– Agosto
Cabaré processa Igreja
– Julho
As frases geniais e seus autores...
– Junho
Repassando...........
– Maio
O tal do “meia” em português...
– Abril
Coisas do Brasil
– Março
Enquete de São Pedro
– Fevereiro
Quando o trabalho dignifica o homem
– Janeiro
Reações inusitadas

> 2013

– Dezembro
Dicas judaicas de economia
– Novembro
Notícias de Lisboa
– Outubro
A Internet nunca substituirá o Jornal
– Agosto
A depressão da gorila
– Julho
Dicas para fazer sexo na 3ª idade:
– Junho
Repassando...........
– Maio
O tal do “meia” em português...
– Abril
Coisas do Brasil
– Março
Enquete de São Pedro
– Fevereiro
Quando o trabalho dignifica o homem
– Janeiro
Reações inusitadas

> 2012

– Dezembro
ASSALTANTE BAIANO
– Novembro
Tempos Modernos
– Outubro
O Grande Passo
– Setembro
Como a briga começa
– Agosto
O Grande Passo
– Julho
“Se um dia você tiver que escolher entre o mundo e o amor, lembre-se: se escolher o mundo, ficará sem amor; mas se você escolher o amor, com ele conquistará o mundo” Albert Einstein
– Junho
Exigências da vida moderna (quem aguenta tudo isso???) Haja fôlego!!!!!
– Maio
O amor não ilumina o seu caminho. O nome disso é poste
– Abril
Advogado x Engenheiro
– Março
Riqueza semântica
– Fevereiro
Diferença entre macho e muito macho
– Janeiro
Conseqüências da crise na Grécia:

> 2011

– Novembro
Show da língua portuguesa!
– Setembro
Despedida do TREMA
– Agosto
Considerações aleatórias
– Julho
Prezado Técnico
– Maio
15 dicas para fazer sexo na 3ª idade:
– Junho
Ensinamentos das MÃES DE ANTIGAMENTE
– Maio
Humor Negro ¨Branco Humor’’ Corrigindo velhos ditados
– Abril
Entre quimeras e devaneios (dos outros)
– Fevereiro
Bárbara é Udentista!
– Janeiro
Algodão, o novo éden
– Dezembro
A Flor do Araguaia
– Novembro
Homenagens póstumas
– Outubro
O Policial Pichado
– Setembro
Bárbara é udenista
– Agosto
Paixão Canina
– Julho
Se é traição conjugal...
– Junho
Um comunista competente e importante
– Maio
Comuna Paidégua
– Abril
Caçadores ou Cassadores
– Março
Esse Partido Existe!
– Fevereiro
Rompimento Ideológico
– Janeiro
Negro
– Dezembro
É como dente
– Novembro
Bem merecia uma medalha
– Outubro
Algodão, o novo éden
– Setembro
Revolucionário que caga em penico
– Agosto
Combata a crise, não combata Acrisio
– Julho
O Negócio é por tapas
– Junho
As Cabras do Caio
– Maio Os Poetas cantam,
os Idealistas choram



:: Veja Também ::

Blog do Ayrton Rocha
Blog do Edmilson Caminha
Blog do Presidente
Humor Negro & Branco Humor
Fernando Gurgel Filho
JB Serra e Gurgel
José Colombo de Souza Filho
José Jezer de Oliveira
Luciano Barreira
Lustosa da Costa
Regina Stella
Wilson Ibiapina
















SGAN Quadra 910 Conjunto F Asa Norte | Brasília-DF | CEP 70.790-100 | Fone: 3533-3800
E-mail: casadoceara@casadoceara.org.br
- Copyright@ - 2006/2007 - CASA DO CEARÁ EM BRASÍLIA -