Bom dia, segunda-Feira, 16 de Setembro de 2019
Casa do Ceará

Imprima



Ouça aqui o Hino do Estado do Ceará



Instituições Parceiras


































:: Jornal Ceará em Brasília



— Última Edição —
— Edições Anteriores —

Untitled Document

Agosto 2012

O Grande Passo

José Leão Filho (*)

Nonna, prega per me. Io adesso vado a dare Il grande passo dell’uomo sulla terra.

Colombo, com genovesa e naval elegância, mirou o céu e o horizonte e desligou o celular. Na fronteira da Renascença, antegozou a peixada da Renata em Brazlândia. E seguiu à direita, tomando a DF-450.

Já tinha cumprido, aos 41 anos, a aborrecida tarefa de descobrir a América, longe de prever que nosso Presidente, alheio á assessoria, ia falar mais que Pero Vaz de Caminha quando este, desabrido, mostrara a El Rey o primeiro vídeo de nossa nudez nacional.

Muitos supõem que Colombo, agora com 73 anos, teria desaparecido há oito anos. Bobagem: é que nesse comenos ele tentava fundar um banco nas Caimans – o Discovery Limited -, algo afinal fracassado, pois o navegante, muito cabeçudo e nada veneziano, se recusava a associar uma lavanderia ao negócio, como queria um pessoal graúdo bem ao sul, gente fina que o honesto Mem de Sá resguardava para não melar a glória de suas reformas – sempre houve reformas na região, desde a globalização iniciada pelas três caravelas.

Tempos antes, enquanto a equipagem da armada espanhola se distraía a catar coquinhos no interior longe da praia, Colombo reuniu alguns marujos de sua turma. A bordo da Santa Maria, abasteceu-se de rum e, na maior mordomia, inaugurou os passeios em veículos oficiais, singrando em velas pandas para o Sul. Tendo fundeado junto à ilha brasileira de Vitória, o genovês foi ao pé da serra e raptou a gaulesinha Françoise, sobrinha do almirante Nicolas Durand de Villegaignon, numa aldeia tamoio, a exclamar merci beaucoup, s’il vous plait e olalá.

De volta à praia caribenha, Colombo montou big cobertura com vista para o calipso e as gaivotas e, durante um campeonato de jet-ski, se casou com Franci – assim ele derretidamente a chama, desde que passaram a lua- de-mel ao som de Caetano e lendo Tio Patinhas em seu condado no Ceará, herdado dos tempos do assédio espanhol, época em que a família se ligou aos portugueses Souza, adotando-lhes o sobrenome para confundir as origens peninsulares. Foi quando o italiano, calçando apercatas para as compras na feira, fez amizade com um cristão-novo outrora perseguido pela Inquisição. Era o louro Luciano, que tocava uma olaria nos barreiros atrás da praia de Iracema. Esse cabra, da estirpe que geraria Espinoza – O Baruch afinal Bento -, bem que merecia um capítulo à parte nesta crônica, sobretudo por causa da escondida sinagoga que construiu aos fundos com o resto dos tijolos e telhas da capela, para afinal abandonar tudo em favor de um sonho futurista e perigoso.

Pelas montanhas de Gênova e Savona, perdendo-se no mar, correu o grito jubiloso da velha avó. O neto ia dar ‘’il grande passo dell’uomo sulla terra’’. Aqui, o peixe fumegante, as latinhas na geladeira e o mais esperavam na manhã diáfana de Brazlândia. História é História!

(*) José Leão de Souza Filho, jornalista, redator, dos primeiros tempos do Correio Braziliense - Boemio, juntamente com Luciano Barreira, José Helder Souza, Queiroz Campos e outros gostavam de prolongar a noite em bares da nascente Asa Norte falando de Valkirias e balalaikas e das noites da Leste Europeu - José Leão foi vencedor do primeiro prêmio ESSO em 1961, coisa que ele repudiava pois a sua crença socialista não permitia tal desfrute. Mandado publicar por José Colombo de Souza Filho (Fortaleza).

 

Untitled Document

Luciano Barreira
Jornalista e Escritor

                                            


:: Outras edições ::

> 2017

– Outubro
Encontro de portugas. ora, pois, pois

– Setembro
Carta omante e consultas espirituais

> 2015

– Novembro
Tenóbio

– Outubro
Conversa Íntima Entre Dois Amigos Idosos

– Setembro
Conversa Íntima Entre Dois Amigos Idosos

– Agosto
A causa da desavença do casal

> 2014

– Dezembro
Pão De Queijo
– Novembro
Os novos comandos
– Outubro
Quando se tem o mesmo nome
– Setembro
Diálogo entre Dircinéia e Craudete
– Agosto
Cabaré processa Igreja
– Julho
As frases geniais e seus autores...
– Junho
Repassando...........
– Maio
O tal do “meia” em português...
– Abril
Coisas do Brasil
– Março
Enquete de São Pedro
– Fevereiro
Quando o trabalho dignifica o homem
– Janeiro
Reações inusitadas

> 2013

– Dezembro
Dicas judaicas de economia
– Novembro
Notícias de Lisboa
– Outubro
A Internet nunca substituirá o Jornal
– Agosto
A depressão da gorila
– Julho
Dicas para fazer sexo na 3ª idade:
– Junho
Repassando...........
– Maio
O tal do “meia” em português...
– Abril
Coisas do Brasil
– Março
Enquete de São Pedro
– Fevereiro
Quando o trabalho dignifica o homem
– Janeiro
Reações inusitadas

> 2012

– Dezembro
ASSALTANTE BAIANO
– Novembro
Tempos Modernos
– Outubro
O Grande Passo
– Setembro
Como a briga começa
– Agosto
O Grande Passo
– Julho
“Se um dia você tiver que escolher entre o mundo e o amor, lembre-se: se escolher o mundo, ficará sem amor; mas se você escolher o amor, com ele conquistará o mundo” Albert Einstein
– Junho
Exigências da vida moderna (quem aguenta tudo isso???) Haja fôlego!!!!!
– Maio
O amor não ilumina o seu caminho. O nome disso é poste
– Abril
Advogado x Engenheiro
– Março
Riqueza semântica
– Fevereiro
Diferença entre macho e muito macho
– Janeiro
Conseqüências da crise na Grécia:

> 2011

– Novembro
Show da língua portuguesa!
– Setembro
Despedida do TREMA
– Agosto
Considerações aleatórias
– Julho
Prezado Técnico
– Maio
15 dicas para fazer sexo na 3ª idade:
– Junho
Ensinamentos das MÃES DE ANTIGAMENTE
– Maio
Humor Negro ¨Branco Humor’’ Corrigindo velhos ditados
– Abril
Entre quimeras e devaneios (dos outros)
– Fevereiro
Bárbara é Udentista!
– Janeiro
Algodão, o novo éden
– Dezembro
A Flor do Araguaia
– Novembro
Homenagens póstumas
– Outubro
O Policial Pichado
– Setembro
Bárbara é udenista
– Agosto
Paixão Canina
– Julho
Se é traição conjugal...
– Junho
Um comunista competente e importante
– Maio
Comuna Paidégua
– Abril
Caçadores ou Cassadores
– Março
Esse Partido Existe!
– Fevereiro
Rompimento Ideológico
– Janeiro
Negro
– Dezembro
É como dente
– Novembro
Bem merecia uma medalha
– Outubro
Algodão, o novo éden
– Setembro
Revolucionário que caga em penico
– Agosto
Combata a crise, não combata Acrisio
– Julho
O Negócio é por tapas
– Junho
As Cabras do Caio
– Maio Os Poetas cantam,
os Idealistas choram



:: Veja Também ::

Blog do Ayrton Rocha
Blog do Edmilson Caminha
Blog do Presidente
Humor Negro & Branco Humor
Fernando Gurgel Filho
JB Serra e Gurgel
José Colombo de Souza Filho
José Jezer de Oliveira
Luciano Barreira
Lustosa da Costa
Regina Stella
Wilson Ibiapina
















SGAN Quadra 910 Conjunto F Asa Norte | Brasília-DF | CEP 70.790-100 | Fone: 3533-3800
E-mail: casadoceara@casadoceara.org.br
- Copyright@ - 2006/2007 - CASA DO CEARÁ EM BRASÍLIA -