Bom dia, segunda-Feira, 16 de Setembro de 2019
Casa do Ceará

Imprima



Ouça aqui o Hino do Estado do Ceará



Instituições Parceiras


































:: Jornal Ceará em Brasília



— Última Edição —
— Edições Anteriores —

Untitled Document

Agosto 2009

Acopiara - O passado é um pais estrangeiro


"O passado é um país estrangeiro; lá, eles fazem as coisas de modo diferente." A citação de Ivan Lessa tem razão de ser. Há 50 anos fora de Acopiara, para mim é um país estrangeiro, distante, pra lá de Deus me livre. De avião, umas 3h de vôo. Mas os turbos e jatos lá não pousam. De navio, só em sonho. De trem, aspiração de século, foi sumariamente extinto. O mar está a 320km de distância. De ônibus, três dias de desconforto, partindo do Rio, dois de Brasília, seis horas, de Fortaleza. De automóvel, na linguagem de um apedeuta, "menas".

A geração que me antecedeu está indo e acabando, mês a mês, com missas de sétimo dia. A minha também está indo aos poucos implacavelmente. Com uma rotina bizarra. Que fazer!

Vocês são testemunhas de que tenho feito tudo para que Acopiara seja lembrada a casa edição desta flamante folha sob irados protestos, risinhos irônicos e indiferença siderúrgica. Mas isto é assim mesmo. Mesmo em Acopiara, há resistências, pois um ilustre desconhecido não pode falar do que não conhece e só conhece o passado, isto é, algo Tão distante quanto fictício. O que lá se diz é escrevo sobre uma realidade que eu conheci e eles desconhecem. São duas coisas paralelas que não se encontram. Poucos me conhecem e a muitos pensam que sou a parte da ficção nostálgica que me move na identidade de meu passado.

Para eles este negócio de conhecer o passado ser importante para se enxergar o futuro, é lenda de memorialista e Ainda arrematam: quem gosta de passado é "museu"!

A propósito, dia desses, à noite em Niterói, minha mulher, Marília, me chamou para ver algo inusitado.

Ela tem a mania de viajar pelo Google Earth, numa velocidade subsônica, ver cidades onde passamos. Em segundos vai de Fortaleza a Roma, de Havana a Lima, de Brasília a Montevidéu. Cruza o Atlântico, a zona de convergência intertropical, sem medo, sem turbulência, sem riscos, sem acidentes.

Mostrou-me então Acopiara no Google.

O meu país estrangeiro estava na minha casa, na minha tela, na minha frente.

Justamente aquela cidadezinha que digo contar 50 mil habitantes e 200 mil almas estavam ali. Aquele ponto de espaço perdido no meio do globo. Com o "zoom" do "mouse" fomos encontrando os pontos Identificados por quem desenvolveu o sistema.

Desta forma o meu país estrangeiro, o meu passado, está não só ao meu alcance, como ao alcance de qualquer vivente, onde o Google Earth estiver instalado.

O mundo virtual tem a possibilidade de trazer o passado ao presente e nos colocar na ante-sala do futuro. Não revolve o que já se foi nem tem a possibilidade ainda de proporcionar um encontro com as pessoas nas ruas e nas calçadas. Tem porém o mérito de nos colocar no meio das ruas, vielas, prédios, sítios, açudes, escolas, igreja, praças, etc.

Verdade que através do "mensager" com câmera, posso conversar com os meus sobreviventes em Acopiara o que era algo inacreditável e impensável há um par de lustros atrás.

Ver a igreja de Acopiara no Google, igreja é referência de todas as cidades do interior do Ceará e de centenas de outras cidades no Brasil, me colocou na praça Monsenhor Coelho, em volta. Como num jogo de tabuleiro coloquei Em movimento os personagens, protagonistas e figurantes Do meu passado, com figurino, luxes, ação, cores. Quase todos descansam em paz, mas os acordei para um reencontro rápido. Todos protestaram contra a destruição da pintura do teto da igreja, obra prima de um pintor desconhecido, e que sumiu com uma mãozada de cal. Disse-lhes que a pintura poderia ser restaurada, como aconteceu na Igreja de Nossa Senhora das Dores do Ingá em Niterói e com toda a pintura da Igreja de Pirenópolis, em Goiás, esta reduzida a destroços por violento incêndio. Prometi-lhes conversar com o padre Crisares sobre a restauração e com o pessoal do Google para colocar foto do teto restaurado na Web. Agradeceram e voltaram à eternidade.

A geração atual de Acopiara não conheceu a pintura do teto da igreja. É coisa do passado, do meu país estrangeiro.

Ver a barragem com muita água tem um significado histórico relevante. Foi o maior acontecimento de Acopiara. Saímos do abastecimento da água, não tratada, em ancoretas, no lombo de jumentos, com os botadores d’agua nas portas das casas (coisa que a geração atual nem imagina), para a água encanada, tratada, que contribuiu para a redução da mortalidade infantil e aumento da expectativa de vida.

(*)JB Serra e Gurgel (Acopiara), jornalista e escritor.    

Untitled Document

JB Serra e Gurgel
Jornalista e Escritor
http://www.cruiser.com.br/girias
gurgel@cruiser.com.br


:: Outras edições ::

> 2017

– Outubro
Como os cearenses vem os cearenses nativos e forasteiros

– Setembro
Ascensão e queda de Cleto Meireles: Colmeia, Haspa e Cidade Ocidental

– Julho
Para a Forbes, o Califa Abu Bakral Bagdadi é a 57ª pessoa mais poderosa do mundo

> 2016

– Setembro
Sou brasileiro com muito orgulho e com muito amor

> 2015

– Novembro
Para a Forbes, o Califa Abu Bakral Bagdadi é a 57ª pessoa mais poderosa do mundo

– Outubro
Um cavaleiro andante que caminhou entre aforismos e citações

– Setembro
Por uma claraboia no meio do Salão Nobre do Palácio da Abolição

– Agosto
As cem edições do Jornal da Gíria. Um marco no mundo gírio

> 2014

– Setembro
Acopiara : “Meton, notas de uma vida”, uma trajetória e um exemplo

– Agosto
O Ceará poderia ter tido mais um presidente: Juarez Távora

– Julho
Sou brasileiro com muito orgulho e com muito amor

– Junho
Dionísia aumentou a presença de Acopiara na Siqueira Gurgel

– Maio
Estão querendo Revogar a lei do morro: não sei, não vi, não conheço

– Abril
Faça como o velho marinheiro...

– Março
Tereza Aragão Serra, uma lenda quase esquecida em Tauá

– Fevereiro
José de Alencar e a língua portuguesa

– Janeiro
Moreira de Acopiara - o poeta popular de Diadema/SP

 

> 2013

– Dezembro
A presença dos Cearenses na população de Brasília

– Novembro
O cearense que escolheu o local para implantação de Brasília

– Outubro
Acopiara – Tia Nenem uma guerreira entre os Guilherme

– Agosto
As citações que marcam o cotidiano de Osvaldo Quinsan

– Julho
O último apito do trem que passava por Acopiara

– Junho
Dionísia aumentou a presença de Acopiara na Siqueira Gurgel

– Maio
Estão querendo Revogar a lei do morro: não sei, não vi, não conheço

– Abril
Faça como o velho marinheiro...

– Março
Tereza Aragão Serra, uma lenda quase esquecida em Tauá

– Fevereiro
José de Alencar e a língua portuguesa

– Janeiro
Moreira de Acopiara - o poeta popular de Diadema/SP

> 2012

–Dezembro
O acopiarense Vicente dos dez mares e oceanos

–Novembro
A presença de marranos e ciganos no Ceará

–Outubro
No modo de dizer dos italianos, as raízes de expressões brasileiras

–Setembro
Nobreza Cearense: Barões e viscondes não assinalados

–Agosto
A linguagem de Paco, regional e universal

–Julho
As armas e os barões assinalados

–Junho
Acopiara - Eita Brazilzão sem porteira

–Maio
Acopiara - Nertan Holanda Gurgel. Auto retrato de um homem simples

–Abril
José Alves de Oliveira: “árvore velha não se muda”

– Março
A gíria presente na obra de Eça de Queiroz II

– Fevereiro
Miguel Galdino - uma vida pelas justas causas

– Janeiro
História do Ceará de todos nós, presentes e ausentes

> 2011

– Dezembro
A gíria ou o calão presente na obra de Eça de Queiroz

– Novembro
A gíria ou o calão presente na obra de Eça de Queiroz
– Setembro
Como o Ceará libertou seus 30 mil escravos
– Agosto
Manoel Edmilson Teixeira um homem simples e de bem
– Julho
Acopiara - Apelidos e o que não falta
– Junho
Acopiara -Zé Marques Filho, uma referencia de respeito
– Maio
Os cearenses do Rio de Janeiro
– Janeiro
Acopiara - não é só mineiro que é desconfiado

> 2010

– Dezembro
Acopiara – os brasileiros reclamam de que mesmo?
–Novembro
Marcas da presença do Ceará na Guerra do Paraguai
– Outubro
Como o Brasil começou a fabricar seu papel moeda
– Junho
Um cearense acima de qualquer suspeita
– Maio
Acopiara – O centenário de Alcebíades da Silva Jacome
– Abril
Acopiara e o Seminário do Crato
– Fevereiro
A queda de braço entre o Presidente Castello Branco e seu irmão Lauro

> 2009

– Dezembro
Os desencontros entre José de Alencar e dom Pedro II
– Novembro
Tem uma Teresa que foi a 1ª. mulher cearense a ser delegada da mulher em Brasília
– Outubro
Acopiara - Dom Newton 60 anos de padre, 30 anos de bispo
– Agosto
Acopiara - O passado é um pais estrangeiro
– Julho
Futebol cearense atravessa mau momento
– Junho
Acopiara – O Estrago da Crise Global
–Maio
Meu avô – Henrique Gurgel do Amaral Valente II
–Abril
Acopiara - Reverência aos nossos heróis anônimos
– Fevereiro
Acopiara vista à distancia, em cruzeiro
– Janeiro
Chico Sobrinho o líder do clã que fará 20 anos de poder em Acopiara

> 2008

– Dezembro
- Acopiara comemorou cinco centenários em 2008
– Novembro
- Acopiara – os 50 anos do padre Crisares.
– Outubro
-Acopiara – como nos despedimos dos que se foram
– Setembro
-Acopiara – Mazinho e Erosimar, os empreendedores
– Agosto
-Acopiara – Ezequiel partiu e deixou saudade
– Julho
- Acopiara - Meu avô, Henrique Gurgel do Amaral Valente
– Junho
- As mães que povoaram Acopiar
– Maio
- Chico Guilherme, a hora e a vez do Coronel




:: Veja Também ::

Blog do Ayrton Rocha
Blog do Edmilson Caminha
Blog do Presidente
Humor Negro & Branco Humor
Fernando Gurgel Filho
JB Serra e Gurgel
José Colombo de Souza Filho
José Jezer de Oliveira
Luciano Barreira
Lustosa da Costa
Regina Stella
Wilson Ibiapina
















SGAN Quadra 910 Conjunto F Asa Norte | Brasília-DF | CEP 70.790-100 | Fone: 3533-3800
E-mail: casadoceara@casadoceara.org.br
- Copyright@ - 2006/2007 - CASA DO CEARÁ EM BRASÍLIA -