Boa tarde, segunda-Feira, 20 de Fevereiro de 2017
Casa do Ceará

Imprima



Ouça aqui o Hino do Estado do Ceará




Instituições Parceiras



































:: Jornal Ceará em Brasília

Site Oficial da Casa do Ceará em Brasília

Notícias da Casa do Ceará


Cardeal dom Sergio da Rocha rezará dia 20 de março às 8,30 a missa de São José na Casa do Ceará
O cardeal dom Sergio da Rocha, arcebispo de Brasilia e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB, confirmou que rezará dia 20 março, às 08:30 horas...
Dia 13 de Fevereiro de 2017 - Atualizada em 13/02/2017 às 02:00h
veja mais...



Ceará registra a maior chuva do ano em 11/02
O Ceará amanhaceu sob chuva intensa na manhã deste sábado (11). Segundo dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), esta é a maior precipitação do ano. Caucaia registrou o maior volume 2017, com 168mm...
Dia 13 de Fevereiro de 2017 - Atualizada em 13/02/2017 às 02:00h
veja mais...



Falta de chuva e de água apavora o Ceará
Inpe reafirma prognóstico e aponta chuva abaixo da média. o Ceará necessita de, pelo menos, dois meses de chuvas acima da média para nível dos reservatórios melhorar...
Dia 08 de Fevereiro de 2017 - Atualizada em 08/02/2017 às 02:00h
veja mais...



Governo do Ceará garante reforço de renda aos servidores que recebem até R$ 5,5 mil
O Governo do Ceará garantiu reforço de renda aos servidores públicos que recebem até o teto geral da Previdência Social, que é aproximadamente de R$ 5,5 mil. A mensagem foi aprovada pela Assembleia Legislativa no final de 2016 e já está em vigor...
Dia 08 de Fevereiro de 2017 - Atualizada em 08/02/2017 às 02:00h
veja mais...



Camilo Santana anuncia César Ribeiro como titular da SDE e Nicolle Barbosa para a presidência da Adece
O governador Camilo Santana anunciou, na noite desta terça-feira (7), a nomeação do administrador de empresas César Ribeiro como novo titular da Secretaria do Desenvolvimento Econômico do Ceará...
Dia 08 de Fevereiro de 2017 - Atualizada em 08/02/2017 às 02:00h
veja mais...



Cearense Eunicio Oliveira (Lavras da Mangabeira) é o novo  presidente do Sena Federal
Eunicio Oliveira, de 64 anos, nascido em 30.09.1952, em Lavras da Mangabeira, cidade de 30,0 mil habitantes,  419,4 km de Fortaleza, é o segundo o cearense a chegar a presidência do Senado...
Dia 02 de Fevereiro de 2017 - Atualizada em 02/02/2017 às 02:00h
veja mais...



Governo do Ceará aprofunda debate sobre refinaria com empresa chinesa GDZR em Guangzhou
Após acompanhar o governador Camilo Santana em missão oficial ao Oriente Médio, o assessor Especial de Assuntos Internacionais do Governo do Ceará, Antonio Balhmann, seguiu em missão para a China, onde se reuniu na última sexta-feira (20), com corpo técnico montado pela Guangdong Zherong Energy Co....
Dia 26 de Janeiro de 2017 - Atualizada em 26/01/2017 às 02:00h
veja mais...



Ceará perde mais de 37 mil postos de trabalho
O Ceará perdeu em dezembro de 2016 cerca de 6,7 mil postos de trabalho, diminuindo o ritmo de queda em relação ao mesmo período de 2015...
Dia 23 de Janeiro de 2017 - Atualizada em 23/01/2017 às 02:00h
veja mais...



Funceme prevê chuvas em torno da média histórica para 2017
Em evento realizado no auditório do Palácio da Abolição, nesta quarta-feira (18), o Governo do Ceará divulgou, por meio da Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme), órgão vinculado à Secretaria de Recursos Hídricos (SRH)...
Dia 20 de Janeiro de 2017 - Atualizada em 20/01/2017 às 02:00h
veja mais...



Ceará assegura R$ 52 milhões para sistema prisional
O Ceará sai da reunião entre Departamento Penitenciário Nacional (Depen/MJ) e secretários da Justiça de todo o País com a garantia de R$ 8,49 milhões a serem investidos no aparelhamento de suas unidades prisionais...
Dia 20 de Janeiro de 2017 - Atualizada em 20/01/2017 às 02:00h
veja mais...



Dia do Ceará: 218 anos do Estado foram comemorados nesta terça-feira com programação em Aquiraz
O governador Camilo Santana anunciou, nesta quarta-feira (11), mudanças na equipe de secretários do Governo do Ceará. São novos nomes para as seguintes pastas: Casa Civil, Planejamento e Gestão, Cidades, e Infraestrutura...
Dia 19 de Janeiro de 2017 - Atualizada em 19/01/2017 às 02:00h
veja mais...



Governador Camilo Santana discute refinaria com investidores iranianos  em Teerã e faz contatos em Dubai
O governador Camilo Santana se reuniu nesta terça-feira (17), no segundo dia de missão oficial no Oriente Médio, com investidores do Irã para debater a instalação da refinaria no Ceará...
Dia 19 de Janeiro de 2017 - Atualizada em 19/01/2017 às 02:00h
veja mais...



Região do Cariri registra primeira grande chuva do ano
Em Juazeiro do Norte, as águas voltaram a correr com vontade, levando esperança à população. Em alguns locais, porém, houve alagamentos e outros transtornos. A novidade ficou por conta da queda na temperatura...
Dia 19 de Janeiro de 2017 - Atualizada em 19/01/2017 às 02:00h
veja mais...



Camilo Santana anuncia mudanças no secretariado do Governo do Ceará
O governador Camilo Santana anunciou, nesta quarta-feira (11), mudanças na equipe de secretários do Governo do Ceará. São novos nomes para as seguintes pastas: Casa Civil, Planejamento e Gestão, Cidades, e Infraestrutura...
Dia 13 de Janeiro de 2017 - Atualizada em 13/01/2017 às 02:00h
veja mais...



Cearense Superintendente da Policia Federal em Alagoas comandará a Segurança Pública do Ceará
O governador Camilo Santana (PT) anunciou, em sua pagina no Facebook, nesta quinta-feira, o nome de André Costa, cearense de 38 anos que estava atuado como superintendente da Polícia Federal em Alagoas...
Dia 06 de Janeiro de 2017 - Atualizada em 06/01/2017 às 02:00h
veja mais...



Retrospectiva 2016: Açudes chegam a índices jamais vistos no Estado
O Ceará vive a maior seca da sua história. São cinco anos ininterruptos de chuvas abaixo da média, segundo os levantamentos oficiais da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme)...
Dia 02 de Janeiro de 2017 - Atualizada em 02/01/2017 às 02:00h
veja mais...



Thiago Monteiro. Pronto para alcançar novo patamar
O cearense Thiago Monteiro, 22 anos, não imaginava o que viveu em 2016. Desconhecido do grande público que acompanha tênis no Brasil, e dos adversários do circuito internacional...
Dia 30 de Dezembro de 2016 - Atualizada em 30/12/2016 às 02:00h
veja mais...



Governo renova programa e libera redução de salário e jornada por até 2 anos
O governo vai permitir que empresas reduzam salários e jornadas de trabalho de seus funcionários por até dois anos, em troca da garantia da manutenção dos empregos desses trabalhadores....
Dia 30 de Dezembro de 2016 - Atualizada em 30/12/2016 às 02:00h
veja mais...



Fortaleza é o 2º destino mais procurado do NE
A Capital cearense está entre as cidades preferidas pelos brasileiros para aproveitar o verão, ocupando a sexta colocação em um estudo elaborado pelo Ministério do Turismo (MTur)...
Dia 29 de Dezembro de 2016 - Atualizada em 29/12/2016 às 02:00h
veja mais...



Inpe prevê chuva abaixo da média no 1º trimestre
Queda de precipitações seria ocasionada pelo aquecimento das águas do oceano Atlântico Tropical Norte...
Dia 23 de Dezembro de 2016 - Atualizada em 23/12/2016 às 02:00h
veja mais...



Janot denuncia deputado federal José Guimarães ao Supremo por corrupção
De acordo com a denúncia, o parlamentar recebeu R$ 97,7 mil em propina para pagar despesas pessoais com um escritório de advocacia e uma gráfica que trabalhou em sua campanha...
Dia 21 de Dezembro de 2016 - Atualizada em 21/12/2016 às 02:00h
veja mais...



Pré-estação chuvosa: Funceme aponta tendência de precipitações para o fim de semana
Os sistemas meteorológicos característicos da pré-estação chuvosa no Ceará já estão favorecendo precipitações no Estado e, segundo previsão da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), as chuvas podem chegar com intensidade moderada....
Dia 20 de Dezembro de 2016 - Atualizada em 20/12/2016 às 02:00h
veja mais...



PEC da vaquejada começa a ser discutida em Plenário
Senado fez nesta quarta-feira (14) a primeira das cinco sessões de discussão em primeiro turno da Proposta de Emenda à Constituição que busca reverter a decisão Supremo Tribunal Federal (STF) contra as vaquejadas, de outubro deste ano...
Dia 16 de Dezembro de 2016 - Atualizada em 16/12/2016 às 02:00h
veja mais...



45 açudes do Ceará estão em volume morto e 38 estão secos, diz Cogerh
Senador Pompeu. Embora os dias de céu nublado que começaram a surgir no Ceará, tragam alegria e esperança de bom inverno ao cearense, a situação atual ainda é de preocupação...
Dia 15 de Dezembro de 2016 - Atualizada em 15/12/2016 às 02:00h
veja mais...



Feriados de 2017 em 12 dias úteis animam trade turístico do Ceará
O ano de 2017 chegará em poucas semanas e, além de trazer com ele a esperança de dias melhores para o cenário político e econômico, vem também com 18 feriados para o fortalezense, entre municipais, estaduais e em âmbito nacional....
Dia 13 de Dezembro de 2016 - Atualizada em 13/12/2016 às 02:00h
veja mais...



Energia eólica: expansão de empresa gera quase 3 mil empregos no Pecém
O governador Camilo Santana participou nesta terça-feira (6), no Pecém, da inauguração da nova fase da Aeris Energy, empresa que há cinco anos trabalha fabricando pás eólicas no Ceará...
Dia 08 de Dezembro de 2016 - Atualizada em 08/12/2016 às 02:00h
veja mais...



Comissão da Câmara aprova criação da Universidade da Ibiapaba, no Ceará
Universidade vai beneficiar região com 1,2 milhão de habitantes. Relatório foi elaborado pelo Deputado André Figueiredo...
Dia 09 de Dezembro de 2016 - Atualizada em 09/12/2016 às 02:00h
veja mais...



Funceme prevê boas chuvas no NE e no Ceará
O que o cearense mais quer, especialmente o sertanejo, é a reversão do quadro de seca que atinge o Estado há cinco anos. As previsões mais otimistas estimam a possibilidade do retorno das chuvas...
Dia 09 de Dezembro de 2016 - Atualizada em 09/12/2016 às 02:00h
veja mais...



4º NATAL FELIZ DA CASA DO CEARÁ VAI beneficiar MIL PESSOAS
Será dia 26 de novembro a partir das 7.30, contemplando a distribuição500 cestas básicas para a comunidade carente cadastradas no serviço social da Casa do Ceará; distribuição de 500 brinquedos para as crianças; atendimento odontológico ...
Dia 23 de Outubro de 2016 - Atualizada em 23/10/2016 às 02:00h
veja mais...



Chineses deverão  aplicar US$ 4 bi em refinaria no Pecém que empregará 10 mil pessoas na implantação e 8 mil na operação
Assinatura do memorando entre o governador Camilo Santana e representantes da empresa chinesa aconteceu ontem, onde também estiveram os secretários André Facó (Infraestrutura) e Antônio Balhmann (Assuntos Internacionais)...
Dia 15 de Novembro de 2016 - Atualizada em 15/11/2016 às 02:00h
veja mais...



Ceará firma Memorando de Entendimento com chineses para tentar garantir construção de refinaria7
O terreno que havia sido doado à Petrobras para a instalação da refinaria foi devolvido ao Governo do Estado e agora faz parte do espaço da ZPE...
Dia 14 de Novembro de 2016 - Atualizada em 14/11/2016 às 02:00h
veja mais...



Ceará terá 23 câmaras sem participação feminina em 2017
A partir do dia 1º de janeiro, apenas 16% das vagas de vereador no Estado serão ocupadas por mulheres...
Dia 10 de Novembro de 2016 - Atualizada em 10/11/2016 às 02:00h
veja mais...



Projeto que dá à vaquejada status de patrimônio cultural imaterial vai à sanção
Os senadores aprovaram em 01.11 o  projeto de lei que dá à vaquejada, ao rodeio e expressões artístico-culturais similares o status de manifestações da cultura nacional...
Dia 06 de Novembro de 2016 - Atualizada em 06/11/2016 às 02:00h
veja mais...



27% das escolas no Brasil têm menos da metade dos professores com licenciatura
Entre as 100 com melhor média, só 6% dos professores não são graduados na área que lecionam. Reforma do ensino médio pode flexibilizar exigência...
Dia 01 de Novembro de 2016 - Atualizada em 01/11/2016 às 02:00h
veja mais...



Consumidor de Fortaleza pode economizar até 7% por litro de gasolina
No Ceará, onde os preços do combustível vão de R$ 3,56 a R$ 4,13, a economia pode ser de 16%...
Dia 01 de Novembro de 2016 - Atualizada em 01/11/2016 às 02:00h
veja mais...



Governo reforça apoio ao combate à seca no Ceará
Secretaria de Recursos Hídricos do estado apresentará à equipe do Ministério da Divulgação/Agência Brasil Valores dos recursos vão depender das propostas feitas pelo Governo do Estado ...
Dia 27 de Outubro de 2016 - Atualizada em 27/10/2016 às 02:00h
veja mais...



Presidente da Casa do Ceará tomou posse na Academia de Letras de Brasília
A solenidade se deu no salão Luiz de Camões da embaixada de Portugal em Brasília, em 18.10, com a participação de seus familiares, esposa, D. Ivete, e as três filhas, Alba Cristina, Adriana e Ana Claudia de Melo,  genros, netos, irmãos, João, Geremias, Cristiano,José e Nazareno, as irmãs Ana de Melo, Maria Dolores e Amália ...
Dia 20 de Outubro de 2016 - Atualizada em 20/10/2016 às 02:00h
veja mais...



Alerta máximo! Ceará poderá ter o 6º ano de seca, em 2017.crescem as preocupações.há só 8,5% de água nos 153 açudes do estado.
O Ceará enfrenta, segundo estudo realizado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a pior seca prolongada desde 1910...
Dia 17 de Outubro de 2016 - Atualizada em 17/10/2016 às 02:00h
veja mais...



Vaqueiros protestam pelo país contra a proibição da vaquejada
Atos ocorrem em ao menos 11 estados e no Distrito Federal. Semana passada, o STF decidiu que a prática é inconstitucional...
Dia 13 de Outubro de 2016 - Atualizada em 13/10/2016 às 02:00h
veja mais...



Inaugurada a tv casa do ceará nas comemorações dos 53 anos da casa do ceara e, evento que reuniu 160 pessoas
Nas comemorações dos 53 anos de fundação da Casa do Ceará em Brasília, que foi em 15 de outubro de 1973, quando 50 cearenses oficialmente instalaram a Casa na 909/Norte...
Dia 09 de Outubro de 2016 - Atualizada em 09/10/2016 às 02:00h
veja mais...



























Cardeal dom Sergio da Rocha rezará dia 20 de março às 8,30 a missa de São José na Casa do Ceará

O cardeal dom Sergio da Rocha, arcebispo de Brasilia e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB, confirmou que rezará dia 20 março, às 08:30 horas, a tradicional missa de São José na Casa do Ceará em Brasília, acompanhado de seu bispo auxiliar, dom Marcony Vinicius Ferreira. São José é o Padroeiro do Ceará e no Ceará é muito forte a crença dos cearenses que neste dia se reúnem para pedir chuva, muita chuva e inverno. Além do que, o Ceará e feriado estadual.

Dom Sergio da Rocha que está comemorando 16 anos de bispo, é paulista da cidade de Matão, teve o seu primeiro mandato de bispo auxiliar em Fortaleza, Ceará, designado em 13.06.2001, pelo papa dom João Paulo II. Foi ordenado bispo em 11 de agosto de 2001, na Catedral de São Carlos, por Dom José Antônio Aparecido Tosi Marques, e pelos coordenantes: Dom Joviano de Lima Júnior e Dom Bruno Gamberin.

Em 02.07.2007, foi nomeado pelo papa Bento XVI bispo coadjutor de Teresina, Piauí, sendo elevado a arcebispo em 03.09.2010 e logo em seguida em 15.06.2011, foi nomeado também pelo Papa Bento XVI arcebispo de Brasília.

Em 20.04.2015 foi eleito presidente da Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil.

Desde 09.10.2016, é cardeal, nomeado pelo Papa Francisco, participando do Colégio de Cardeais da Santa Igreja, Tradicionalmente, há há 53 anos, a Casa do Ceará convida o arcebispo de Brasília para oficiar a Missa de São José, mantendo a devoção dos cearenses ao seu padroeiro, Pela Casa do Ceará, já passaram os arcebispos dom José Nilton Alves de Souza, primeiro arcebispo de Brasilia, bem como os cardeais dom Raymundo Damasceno Assis e dom José Freire Falcão, este cearense de Ererê ao lado de Limoeiro do Norte, e hoje Cardeal Emérito de Brasília.

Este ano a missa será oficiada no dia 20 e não o dia 19, considerando que dom Sergio da Rocha já tinha agenda cheia o dia 19, mas manifestou sua intenção de participar do evento na Casa do Ceará, em respeito aos cearenses que o acolheram em Fortaleza no inicio de sua jornada de bispo da Igreja Católica. A missa será rezada as 08:30 horas, com coral, participação dos diretores e familiares, idosos da Pousada, funcionários e familiares, bem como cearenses da comunidade de Brasilia.



Topo
Ceará registra a maior chuva do ano em 11/02

O Ceará amanhaceu sob chuva intensa na manhã deste sábado (11). Segundo dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), esta é a maior precipitação do ano. Caucaia registrou o maior volume 2017, com 168mm. Tauá segue em segundo no ranking das 10 maiores chuvas do dia, com 152mm. Itaitinga, com 122mm, Amontada e Aracoiaba registraram 116mm.

Chove em vários municípios do Ceará

A Funceme afirma que, até às 10h10, 127 dos 184 municípios cearenses estavam com chuvas. O órgão explica que as precipitações intensas estão sendo registradas em todas as regiões do Estado e que a previsão é de que o cenário permaneça assim até segunda-feira (13).

Na Região Metropolitana de Fortaleza, além de Caucaia, Itaitinga e Aquiraz, a Capital também está entre as cidades com maior volume de água, com 107.8mm. Horizonte também se destaca, com 108mm.

Previsão

Neste fim de semana, a previsão da Funceme aponta a atuação direta da Zona de Convergência InterTropical (ZCIT), trazendo precipitações para todas as regiões do Ceará. Para este sábado (11), o órgão aponta que as chuvas mais intensas devem acontecer no Centro Sul do Estado. No domingo (12), o Centro Norte deve ser mais favorecido.

Sistema Indutor da Quadra Chuvosa já atua no Ceará

Segundo o Calendário das Chuvas da Funceme, na sexta-feira (10) choveu em 68 municípios cearenses, tendo sido registrado até então o maior índice de precipitação de 2017: 128mm contabilizados em Porteiras, na Região do Cariri.

Maiores chuvas no Ceará

Açudes

Com as recentes chuvas, o aporte nos reservatórios registrado na sexta-feira (10) foi de 0,8 milhões de m³, com destaque para os açudes Martinópole, Itaúna, Cachoeira, Gameleira e Diamante. Nos últimos sete dias, no entanto, Castanhão, Itaúna, Gameleira, Gangorra e Martinópole foram os açudes com a maior carga d'água recebida.

O aporte total registrado em 2017 no Estado foi de 24,40 milhões m³ até o momento, mas, com a mudança pouco significativa no cenário crítico em que a maioria dos reservatórios se encontra. De acordo com a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), o atual volume médio dos 153 açudes monitorados diariamente chega a apenas 6,1%.

Destes, 49 estão em volume morto e 38 completamente secos. O volume de água das bacias, de acordo com a Companhia, está distribuído: Litoral (24,79%), Alto Jaguaribe (11,26%), Coreaú (25,36%), Metropolitanas (9,11%), Serra da Ibiapaba (12,78%), Médio Jaguaribe (4,52%), Salgado (9,55%), Acaraú (6,66%), Banabuiú (1,60%), Sertões de Crateús (1,16%), Curu (1,32%) e Baixo Jaguaribe (0,00%).

Governador Camilo Santana

Aprova projeto e garante recursos para teleférico e urbanização do Horto, em Juazeiro do Norte.

O governador Camilo Santana aprovou o projeto e garantiu recursos do Tesouro Estadual para a construção do teleférico e urbanização do Horto do Padre Cícero, em Juazeiro do Norte, no Cariri. Tradicional ponto de turismo religioso na região, o local recebe milhões de visitantes durante o ano.

"Essa será uma obra importantíssima para o Horto. Vai melhorar a acessibilidade, trazer mais conforto e segurança para os romeiros e alavancar ainda mais o turismo em toda a região do Cariri", citou o governador do Ceará, sobre a importância do teleférico e de reurbanizar a Colina do Horto.

Percurso

O percurso do teleférico tem aproximadamente 2 mil metros, com tempo total de 12 minutos. A expectativa é receber cerca de 400 pessoas por hora.

Estátua

Construída em 1969 na Colina do Horto, a estátua de Padre Cícero tem 27 metros e está entre as três maiores de concreto do mundo. O monumento representa a presença do patriarca no coração dos fiéis e tornou-se símbolo sagrado do romeiro.



Topo
Falta de chuva e de água apavora o Ceará

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), reavaliou, na última sexta-feira, em São Paulo, a sua previsão para fevereiro/março/abril e, por enquanto, o prognóstico para a quadra chuvosa do Ceará é de chuvas abaixo da média histórica. "Não houve mudanças significativas na Atlântico em janeiro. Ele está mais aquecido, o que aponta menos precipitações para a região", explica a meteorologista do Inpe, Renata Tedeschi.

LEIA MAIS

Início da quadra chuvosa preocupa

"O cenário do Ceará, assim como a da região Nordeste, é muito grave quando falamos sobre água e abastecimento humano, animal e agropecuária", ressalta Renata.

A maioria dos indicadores climáticos globais e dos modelos existentes, ressalta a especialista, continuam apontando maior probabilidade das chuvas se situarem na categoria abaixo da faixa normal climatológica, com distribuição de probabilidade: 25%, 35% e 40% para as categorias acima, dentro e abaixo da faixa normal climatológica, respectivamente. "Por isso, a população precisa economizar água, especialmente, a Capital", orienta a meteorologista.

O Inpe indica que, no cenário atual, projeta-se impacto severo nas condições para agricultura e pecuária durante o período chuvoso principal, com predominância de áreas de seca severa no interior da região semiárida, principalmente no leste do Piauí, sul do Ceará, oeste de Pernambuco e centro-norte da Bahia. O Instituto também reafirma a avaliação que divulgou em janeiro desse ano e diz que "com acentuado risco de esgotamento da água armazenada entre novembro de 2017 e janeiro de 2018 para os Estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba".

Reserva hídrica

A cada quadra chuvosa abaixo da média histórica, registrada no Ceará nos últimos cinco anos, apenas 1% do contabilizado ou cinco milímetros se transformaram, de fato, em reserva hídrica nos açudes do Estado. É o que aponta o meteorologista da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), David Ferran.

Segundo o especialista, a eficácia no armazenamento de água é melhor quando as precipitações ficam acima de nossa média histórica ou mais de 800 mm/ano. "O que não acontece desde 2012, pelo contrário, registramos pouco mais do que 500 mm anuais, resultando na situação atual. Se chovesse, por exemplo, entre 900 e mil mm, pode-se acumular entre 40 e 50 mm. Por enquanto, não é o nosso caso", explica.

Ferran reafirma a previsão da Funceme para o período fevereiro/março e abril, de chuvas dentro da média história. "Houve um ligeiro esfriamento no Oceano Atlântico Norte e aquecimento na parte Sul.

Por enquanto, segundo ele, a tendência é sim de poucas chuvas e as incertezas sobre uma previsão mais consolidada permanecem", afirma, acrescentando que até o dia 20 próximo sairá o prognóstico para o período março/abril e maio.

Volume

De acordo com a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), o volume de água armazenada nos 153 açudes é de 6,18% ou seja, de um total de 18,64 bilhões de metros cúbicos, o estado acumula 1,15 bilhão de m3. São 48 reservatórios ou 31,3% em volume morto e 38 (24,8%) secos, indica resenha diária da Cogerh.

O Castanhão, na bacia do Médio Jaguaribe, registra 4,98%. O Orós, na bacia do Alto Jaguaribe, possui 11,4%. O reservatório tem sido a sustentação do Castanhão desde setembro do ano passado, com a transposição de suas águas.

A Bacia Metropolitana, que abastece a cidade de Fortaleza e municípios da Região Metropolitana, registra apenas 9,25% de reserva, sendo que o Gavião, açude em melhor situação do Estado, está com 80,29% de água acumulada.



Topo
Governo do Ceará garante reforço de renda aos servidores que recebem até R$ 5,5 mil

O Governo do Ceará garantiu reforço de renda aos servidores públicos que recebem até o teto geral da Previdência Social, que é aproximadamente de R$ 5,5 mil. A mensagem foi aprovada pela Assembleia Legislativa no final de 2016 e já está em vigor.

A informação é do secretário da Casa Civil, Nelson Martins, que confirma ainda que o reforço de renda será escalonado, conforme o reajuste na contribuição da previdência. “Os servidores que recebem até este valor vão receber 1% de aumento em 2017, 1% em 2018 e 1% em 2019 para compensar o aumento da previdência. É um auxílio de reforço de renda”.

O secretário confirma ainda que atualmente, cerca de 80% dos servidores do Estado do Ceará são remunerados com o teto da Previdência. “É importante destacar que a contribuição do Estado do Ceará para a previdência também vai aumentar, passando de 22% para 24% em 2017, para 26% e para 28% em 2019”, completou. Atualmente, são 63 mil servidores na ativa e mais de 78 mil aposentados ou pensionistas e o aumento, tanto da contribuição dos servidores como da contribuição patronal (do Governo), é para reduzir o déficit da previdência cearense, calculado em aproximadamente R$ 1,3 bilhão.

Encontros

Estão realizando diversos encontros com representantes de servidores públicos para explicar as condições de reajuste que foram anunciadas pelo governador Camilo Santana, durante a visita à Assembleia Legislativa. O secretário da Casa Civil, Nelson Martins, está presidindo as negociações.

Na última sexta-feira (3), uma comissão de servidores foi recebida pelo secretário, que explicou os índices de reajustes deste ano: 6,29% para os servidores que recebem a remuneração mínima e 2% para os demais. “Em 2016 tivemos receitas extras, como a repatriação de recursos, o aumento do imposto de herança e os depósitos judiciais, que não haverá mais este ano. Este reajuste é o limite da responsabilidade fiscal e não adianta o Governo conceder um reajuste sem condição de pagar”.



Topo
Camilo Santana anuncia César Ribeiro como titular da SDE e Nicolle Barbosa para a presidência da Adece

O governador Camilo Santana anunciou, na noite desta terça-feira (7), a nomeação do administrador de empresas César Ribeiro como novo titular da Secretaria do Desenvolvimento Econômico do Ceará (SDE-CE) e de Nicolle Barbosa como presidente da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece).

O novo secretário atuava como superintendente Regional do Serviço Social da Indústria no Ceará (Sesi-CE) desde 2014. Entre outros cargos, ele chegou a presidir da Zona de Processamento de Exportação (ZPE Ceará) entre agosto de 2013 e outubro do ano seguinte. Nicolle ocupava a titularidade da SDE desde o início de 2015.

“Os ajustes visam dinamizar ainda mais o setor, intensificando a busca por novas e importantes parcerias para o crescimento da nossa economia”, destacou Camilo Santana.

César Ribeiro - Formado em Administração de Empresas (SP) e MBA em Gestão Empresarial (FGV) com extensão em Ohio-USA pela Ohio University. Foi presidente da Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE-Ceará) e atualmente está como superintendente Regional do SESI-CE.

Nicolle Barbosa - Estudou Direito e Administração de Empresas. Líder empresarial, foi diretora e presidente do Sindicato das Indústrias Gráficas do Ceará (Sindigráfica) e diretora e presidente do Centro Industrial do Ceará (CIC). Também presidiu a Associação Brasileira da Indústria Gráfica no Ceará (Abigraf-CE). Atualmente era secretária de Desenvolvimento Econômico do Ceará.



Topo
Cearense Eunicio Oliveira (Lavras da Mangabeira) é o novo presidente do Sena Federal

Eun icio Oliveira, de 64 anos, nascido em 30.09.1952, em Lavras da Mangabeira, cidade de 30,0 mil habitantes, 419,4 km de Fortaleza, é o segundo o cearense a chegar a presidência do Senado. O primeiro foi Mauro Benevides (1987-1995) que o presidiu(1991-1993) aprovando o “impeachment” do Presidente Collor;

Formado em Economia pela Unifor e em Administração pelo Uniceub, chegou a Brasilia em 1978, está no PMDB desde 1981, foi deputado federal em quatro legislaturas e ministro das Comunicações (2004/2005). É empresário dos mais bem sucedidos nos setores de segurança , transportes de valores e terceirização de mão de obra. Suas empresas principais , cuja gestão foi profissionalizada, são a Confederal e a Corpus.

É casado com Monica Paes de Andrade e tem quatro filhos: Manuela, Marcela, Rodrigo e Eduarda.

Fortuna

Eunício Oliveira é o segundo parlamentar mais rico do Senado. Apenas o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) tem patrimônio declarado maior do que o do líder do PMDB.

Em 2014 – quando se candidatou ao governo do Ceará –, Eunício declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 99 milhões. Quatro anos antes, na eleição em que se elegeu senador, ele tinha declarado patrimônio de R$ 36,7 milhões.

A maior parte da fortuna de Eunício vem dos negócios que ele controla. O líder do PMDB é dono da Remmo Participações, conjunto de seis empresas que prestam serviços de segurança eletrônica, transporte de valores e táxi aéreo. As companhias do senador cearense prestam serviços, inclusive, para órgãos públicos federais.

O senador peemedebista também é dono da fazenda Santa Mônica, que ocupa grande porção de terras entre os municípios de Corumbá de Goiás e Alexânia, em Goiás”; Do G1

Sua eleição foi tranquila por 61 votos a favor. A Mesa do Sendo será integrada pelos seguintes senadores: 1º vice, Vice, senador Cassio Cunha Lima (PSDB_PB), 2º Vice, senador João Alberto (PMDB-MA), 1 Secretário senador José Pimentel (PT-CE) , cargo considerado importante por lidar com a parte administrativa e com os contratos da Casa. Os senadores Gladson Cameli (PP-AC), Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e Zezé Perrela (PMDB-MG) ficaram com a Segunda, Terceira e Quarta-Secretarias, respectivamente.

Na mesma votação, foram eleitos os secretários suplentes. Os senadores Eduardo Amorim (PSDB-SE), Sérgio Petecão (PSD-AC), Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Cidinho Santos (PR-MT) ocuparão as suplências da Primeira à Quarta-Secretaria.



Topo
Governo do Ceará aprofunda debate sobre refinaria com empresa chinesa GDZR em Guangzhou

Após acompanhar o governador Camilo Santana em missão oficial ao Oriente Médio, o assessor Especial de Assuntos Internacionais do Governo do Ceará, Antonio Balhmann, seguiu em missão para a China, onde se reuniu na última sexta-feira (20), com corpo técnico montado pela Guangdong Zherong Energy Co.

Antonio Balhmann, em conjunto com o Grupo Técnico da empresa GDZR, iniciou trabalhos de formatação para a implantação da refinaria no Ceará. Na sequência do Memorando de Entendimento (MoU) assinado pelo governador Camilo Santana em novembro último, o assessor especial esteve em Guangzhou para a primeira reunião com o grupo que, designado pela empresa chinesa, irá encabeçar o esforço técnico.

Por se tratar de um projeto que, inicialmente, foi montado pela Petrobras, a adequação do mesmo para os modelos da GDZR é necessária. No entanto, Wang Mengweng, vice-presidente da Zhenrong, afirma que o fato de terem estudos fundamentais já prontos, caso do EIA/RIMA, certamente agilizará este estágio do projeto.



Topo
Ceará perde mais de 37 mil postos de trabalho

O Ceará perdeu em dezembro de 2016 cerca de 6,7 mil postos de trabalho, diminuindo o ritmo de queda em relação ao mesmo período de 2015, quando o Estado fechou mais de 10 mil vagas formais. Foram cerca de 23 mil contratações e 30 mil demissões no mês. Os dados constam no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nessa sexta-feira (20) pelo Ministério do Trabalho.

Segundo o Caged, em todo o ano de 2016, foram perdidas mais de 37 mil vagas, quando 438 mil pessoas foram demitidas e pouco mais de 400 mil contratadas no Estado.

Para Erle Mesquita, coordenador de Estudos e Análise de Mercado do Sine/IDT, os resultados são reflexo do agravamento da recessão econômica. "Muito embora os números sejam esperados houve uma intensidade ainda maior da crise no mercado de trabalho", explica.

De acordo com Mesquita, 2016 foi um dos piores anos desde que foi iniciada a pesquisa do Caged. Ele afirma que todos os setores da economia foram afetados pelo desemprego, com destaque para a construção civil e para a indústria da transformação, que fecharam, respectivamente, no Ceará, 14,8 mil e 9,7 mil postos de trabalho no ano passado.

Setores

Em 2016, as maiores perdas ficaram concentradas na construção civil e na indústria da transformação. Comércio e serviços também sentiram os efeitos da crise e reduziram em 6,9 mil e 1,1 mil os empregos com carteira assinada, respectivamente, no Ceará. Já a agropecuária eliminou mais de 2 mil postos em 2016.

Contando apenas dezembro do ano passado, a construção civil e a indústria da transformação fecharam, nessa ordem, 3,2 mil e 2,6 mil postos de trabalho.

Os setores de Serviços e a Agropecuária tiveram saldo negativo de empregos com carteira assinada de 1 mil e 1,1 mil, respectivamente, no mês passado.

O Comércio foi o único setor que contratou mais que demitiu, com 1,4 mil postos de trabalho abertos em dezembro de 2016.

Ainda de acordo com o coordenador do Sine/IDT, Erle Mesquita, um dos fatores que motivaram os resultados negativos da pesquisa foi a retração dos investimentos e as incertezas no cenário político no País. Ele reitera que o setor público também demitiu mais em 2016, afetado pelos cortes orçamentários dos estados e do governo federal.

Brasil

Em todo o País foram fechados 1.321.994 de postos formais de trabalho no ano passado, segundo os resultados do Caged. O corte de vagas, apesar de menos intenso do que em 2015 (quando o saldo foi negativo em 1,542 milhão, o pior da história), mostra que 2016 ainda foi um ano desfavorável para o mercado de trabalho. Apenas no mês de dezembro, quando geralmente há mais demissões em função da dispensa de temporários, foram fechados 462.366 postos com carteira assinada. Para este dado, as projeções apontavam para corte entre 430 mil e 610 mil vagas, com mediana negativa em 545 mil.

O resultado de dezembro é fruto de 869.439 admissões e de 1.331.805 desligamentos. Apesar disso, o número de postos fechados em dezembro também foi menos intenso do que em igual mês de 2015, quando foram extintas 596.208 vagas.

A indústria de transformação eliminou 322,5 mil vagas com carteira ao longo do ano passado. Já a construção civil fechou 358,6 mil postos de trabalho em 2016. No caso do comércio, houve a eliminação de 204,3 mil vagas de trabalho.

Nordeste lidera

O corte de vagas formais de trabalho no Brasil em 2016 foi liderado pelas regiões Sudeste e Nordeste, de acordo com o Caged.

Entre as unidades da federação, apenas Roraima registrou mais contratações do que demissões, mesmo assim, em número quase simbólico: foram abertos 84 novos postos.

Segundo informações do Ministério do Trabalho, a região Sudeste extinguiu 788,6 mil vagas formais, enquanto o Nordeste fechou 239,2 mil postos.

Entre os Estados, os recordistas em fechamento de vagas foram São Paulo (-395,3 mil), Rio de Janeiro (-237,4 mil) e Minas Gerais (-117,9 mil).

Salário médio de admissão

A crise econômica continuou a afetar o mercado de trabalho em 2016, tanto em termos de nível de emprego quanto de renda. O salário médio de admissão caiu 1,09% em termos reais (ou seja, já descontada a inflação) em relação a 2015. O valor saiu de R$ 1.389,19 para R$ 1.374,12.

Em 2016, a queda na média salarial dos homens (-2,43%) foi mais intensa do que no caso das mulheres (-0,99%).

Em termos regionais, o salário médio de admissão caiu em todas as grandes regiões, com destaque para Sudeste (-2,36%) e Norte (-2,33%).



Topo
Funceme prevê chuvas em torno da média histórica para 2017

Em evento realizado no auditório do Palácio da Abolição, nesta quarta-feira (18), o Governo do Ceará divulgou, por meio da Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme), órgão vinculado à Secretaria de Recursos Hídricos (SRH), o prognóstico para a quadra chuvosa de 2017. Depois de cinco anos de seca, a probabilidade de chuvas dentro da média histórica é de 40% para os meses de fevereiro, março e abril. O cenário inspira cuidados e continuidade nas ações de segurança hídrica.

Apresentado pelo presidente da Funceme, Eduardo Sávio Martins, o prognóstico trouxe as probabilidades de cada uma das três categorias (abaixo, em torno e acima da média histórica) referentes ao acumulado de precipitações dos próximos meses. No Ceará, há 30% de probabilidade para a categoria abaixo da média, 40% para a categoria em torno da média e 30% para a categoria acima da média.

Com relação aos setores do Estado, no noroeste a probabilidade para a categoria abaixo da média é de 25%, para a categoria em torno da média é de 35% e para a categoria acima da média é de 40%. Já no sudeste as probabilidades apontam 35% para a categoria abaixo da média, 40% para a categoria em torno da média e 25% para a categoria acima da média.

Eduardo Sávio explicou que haverá uma ligeira tendência de chuvas acima da média para o setor noroeste do Estado do Ceará e, para o setor sudeste, uma tendência de chuvas em torno da média. "O setor sudeste é o que mais nos preocupa por conta do aporte de água dos reservatórios mais estratégicos do Estado. Em anos normais, que é a categoria mais provável, nós temos 50% de chances de ter escoamento significativo nos reservatórios. Então significa que teremos aí cerca de 55% de probabilidade, com base na previsão, de nós não termos escoamentos significativos para reservatórios como o Castanhão, Orós, etc", observou.

O presidente da Funceme salientou ainda que, para o segundo semestre de 2017, se tem um indício que coloca uma preocupação para 2018 de aumento das probabilidades de surgimento do El Niño. "É uma preocupação forte para termos mais cuidado com a água neste momento de crise no Ceará. Por isso, nós temos que ter cuidado no uso da água. O nosso trabalho a partir de hoje é exatamente colocar o cenário de previsão não só de chuva, mas de vazão que nós já rodamos para a Companhia de Gestão de Recursos Hídricos, para fazer cenários de alocação. A partir daí, os impactos previstos vão ser analisados e as medidas serão tomadas para o horizonte deste ano".

No mês de fevereiro, a Funceme vai elaborar e divulgar um novo prognóstico meteorológico sobre a quadra chuvosa, em referência aos meses de março, abril e maio deste ano.

Preparação diante das previsões

Presente na solenidade, o secretário Chefe do Gabinete do Governador, Élcio Batista, ressaltou o empenho da atual gestão estadual para evitar que a crise hídrica se alastre e atinja o cotidiano da população cearense. Élcio lembrou do planejamento traçado pelo governador Camilo Santana desde 2015, colocando como prioritárias as ações de segurança hídrica, como também o trabalho incessante de órgãos como Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cogerh), Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), Funceme e Defesa Civil.

"O quinto ano de seca traz um impacto social muito grande. E nisso vale destacar o trabalho do Governo do Ceará, com apoio do governo federal, junto a uma rede de política de proteção social, que tem garantido que aquelas imagens que a gente via no passado a gente não veja se repetir mesmo no quinto ano seguido de seca. Não temos as pessoas desesperadas migrando para Fortaleza em busca de alimentos, justamente porque os programas do governo federal relacionados a esse sistema de proteção social tem sido muito eficientes em parceria com o governo estadual", disse o secretário, citando o Programa Garantia Safra, Bolsa Família, Programa Nacional de Agricultura Familiar, assim como um conjunto de políticas públicas para administração dos anos de seca.

Élcio Batista lembrou que, apenas em 2016, o governo Camilo Santana investiu mais de R$ 400 milhões em ações relacionadas à segurança hídrica, mesmo dentro de um cenário de crise econômica enfrentado por todo o país, citando o Plano Estadual de Convivência com a Seca - elaborado em 2015 por Camilo Santana e sua equipe - como fundamental para o enfrentamento das questões climáticas e da falta de água no Estado, destacando a importância das ações emergenciais e estruturantes dentro das perspectivas a curto, médio e longo prazos no Ceará. Outro destaque é o Plano de Segurança Hídrica para a Região Metropolitana de Fortaleza, a perfuração de poços no Pécem, inauguração de Estação de Tratamento de Água (última realizada no Açúde do Gavião), o programa de adutoras, a Tarifa de Contigência implementada no Ceará e o trabalho de monitoramento da Cagece contra o mal uso da água no Estado.

"O Ceará só está conseguindo enfrentar esse quinto ano de seca, quando muitas pessoas nem percebem, porque quando abrem a torneira a água está chegando lá do mesmo jeito que chegava antes, justamente pelo trabalho que se iniciou no final da década de 1980 na constituição do Sistema de Recursos Hídricos. Estamos vendo o quanto ele foi importante, com obras estruturantes, obras de médio prazo, de longo alcance, mas que estão dando conta e funcionando. Se não tivéssemos o Eixão das Águas, talvez hoje Fortaleza estivesse vivendo um período que nem sei dizer como estaríamos enfrentando. O Governo do Estado está fazendo uma obra estruturante super importante, que é o Cinturão das Águas. Uma obra para dar frutos daqui a quatro, cinco anos, mas quando ela se concretizar aí que a gente vai entender a importância real para o Ceará", disse.

Em 2016, lembrou Élcio, Camilo Santana instituiu no gabinete um grupo de contingência e de tomada de decisão, que se reúne semanalmente - uma vez por mês com o governador - para tomadas de decisões acompanhamento de todos os 184 municípios do Estado do Ceará, sob coordenação do próprio secretário, mas com a presença de todos os representantes do setor de recursos hídricos do Estado. "Se hoje não temos nenhum município em colapso absoluto de água, é graças a esse trabalho que tem sido feito. Um trabalho que reúne milhares de trabalhadores, servidores públicos que vêm se empenhando de forma fundamental", finalizou.

Gestão hídrica

O secretário de Recursos Hídricos do Estado do Ceará, Francisco Teixeira, afirmou, durante o evento de apresentação do prognóstico, que o estabelecimento de ações emergenciais e estruturantes deve continuar independente das previsões, visto que não há garantias de que haverá melhoras significativas dentro do quadro de seca apresentado no Estado há cinco anos.

"Nós temos nos preocupado, desde quando o governador Camilo Santana assumiu o governo, em estabelecer ações emergenciais no caráter da celeridade para implantação, mas que fossem ações estruturantes. Vamos continuar com a implementação de ações tanto de gestão da oferta e da demanda, como de ampliação da infraestrutura hídrica para buscar novas fontes, e é lógico, acelerar essas ações. O Governo do Estado tem feito todos os esforços para viabilizar essas ações", disse.

Teixeira expôs que é importante chamar a atenção de todas as instâncias no Estado para o estado de emergência na gestão de recursos hídricos dos municípios cearenses, como também facilitar os processos administrativos para desenvolver cada vez mais melhores ações e assegurar economia de água e consumo mais inteligente pela população. "São situações essenciais para se conviver com essa seca", afirmou.

Sobre a probabilidade de se ter um El Niño no próximo ano, o titular da pasta dos Recursos Hídricos afirmou que é preciso, ocorrendo ou não o fenômeno em 2018, haver um aprofundamento no desenvolvimento de mecanismos adequados para garantir a segurança das fontes de água em todo o Estado. Teixeira lembrou que hoje, na Região Metropolitana de Fortaleza, está sendo economizado algo próximo a 2m³ por segundo, sem precisar de racionamento clássico, apenas com ações voltadas ao Plano Estadual de Convivência com a Seca.

O secretário afirmou que no final do mês será estudado junto à Funceme novas alternativas, depois da concretização de novo prognóstico sobre a quadra chuvosa. A exploração de mais águas subterrâneas, adutoras, poços, dentre outras alternativas, devem ser amadurecidas, segundo ele. "O Castanhão está numa região de probabilidade de ter chuva abaixo da média. Em compensação, o Maciço de Baturité, que é uma área fundamental e que abastece a Região Metropolitana, está ali na interface entre as duas áreas. Podemos ter um bom aporte na RMF. Assim como o Orós, que está na bacia do Jaguaribe, pode ter um aporte mais representativo do que o Castanhão, e o Banabuiú também. Então, o prognóstico da Funceme é algo que temos de aprofundar melhor, cruzar com os dados das nossas bacias hidrográficas e dos nossos reservatórios", exemplificou o secretário.

No terceiro dia de missão oficial no Oriente Médio, o governador Camilo Santana visitou nesta quarta-feira, em Dubai, nos Emirados Árabes, a maior usina de dessalinização do planeta. Construída pela empresa italiana Fisia Italimpianti e operada pela Dubai Electricity and Water Authority, a planta tem capacidade de produção de 636.400 m3/dia e possui oito unidades de dessalinização integradas, além de uma de mineralização.

“A dessalinização é uma das alternativas que temos buscado para amenizar o problema da seca, além de todas as ações que realizamos nos últimos anos em todo o estado”, citou o governador Camilo Santana, que estava acompanhado do assessor especial para Assuntos Internacionais, Antônio Balhmann.

Durante a visita à usina, o gerente regional da empresa italiana, Ângelo Rivino, afirmou à comitiva cearense que a Fisia Italimpianti tem interesse em investir no Ceará não apenas no planejamento e na construção de uma planta, mas também em sua operação. Os representantes da companhia devem visitar o estado nos próximos meses para conhecer possíveis locais para a instalação da planta de dessalinização.

Chuvas

Em evento realizado nesta quarta-feira, no Palácio da Abolição, o Governo do Ceará divulgou, por meio da Funceme, o prognóstico para a quadra chuvosa de 2017. Depois de cinco anos de seca, a probabilidade de chuvas dentro da média histórica é de 40% para os meses de fevereiro, março e abril – 30% acima e 30% abaixo da média.

Apenas em 2016, o governo Camilo Santana investiu mais de R$ 400 milhões em ações relacionadas à segurança hídrica, mesmo dentro de um cenário de crise econômica enfrentado por todo o país. “Vamos continuar com a implementação de ações tanto de gestão da oferta e da demanda, como de ampliação da infraestrutura hídrica para buscar novas fontes, e é lógico, acelerar essas ações. O Governo do Estado tem feito todos os esforços para viabilizar essas ações", disse o secretario dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira.

Oriente Médio

Desde o início da semana, o governador cumpre agendas no Oriente Médio para atrair investidores ao Ceará. Na segunda-feira, Camilo Santana apresentou em Omã, na Ásia, as oportunidades de investimento no estado por meio do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), Zona de Processamento de Exportação (ZPE) e Plano de Concessões. Na terça-feira, o governador discutiu com investidores do Irã a instalação de uma refinaria no Ceará.



Topo
Ceará assegura R$ 52 milhões para sistema prisional

O Ceará sai da reunião entre Departamento Penitenciário Nacional (Depen/MJ) e secretários da Justiça de todo o País com a garantia de R$ 8,49 milhões a serem investidos no aparelhamento de suas unidades prisionais. A secretária da Justiça e Cidadania do Estado, Socorro França, e o adjunto da pasta, Sandro Camilo, participaram de uma maratona de reuniões, nesta terça (17) e quarta-feira (18), em Brasília, discutindo o sistema penitenciário nacional. Na terça-feira, a reunião contou com a presença do ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes.

O valor se soma aos R$ 44 milhões - anunciados pelo Ministério da Justiça no início deste mês – já assegurados pelo Estado. O Ceará deve começar a receber o repasse tão logo o Fundo Penitenciário do Estado seja criado. O projeto de lei que cria o fundo aguarda o retorno da Assembleia Legislativa para ser encaminhado à Casa para análise e votação e, em seguida, sanção do governador Camilo Santana.

“Esse debate conjunto foi muito importante para se mostrar que, apesar de cada estado ter suas peculiaridades, as preocupações são muito semelhantes”, apontou a titular da Sejus, Socorro França. Para ela, esse recurso vai permitir que o Estado possa tocar demandas urgentes para manter a estabilidade do sistema penitenciário cearense.

A Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado também foi uma das cinco escolhidas de todo o País pelo Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Justiça, Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária (Consej) para compor a equipe de governança que vai acompanhar de perto as discussões sobre o Plano Nacional de Segurança Pública que está em construção pelo Ministério da Justiça.

Na manhã desta quarta, os secretários da pasta estiveram em uma segunda reunião com o diretor do Depen, Marco Antônio Severo, em que buscaram repostas para demandas específicas para os agentes penitenciários, como verbas para novos equipamentos, veículos e fardamento entre outros. “Investindo no agente penitenciário teremos uma política penitenciária cada vez melhor, com resposta direta no tratamento dado ao interno”, pontua.



Topo
Dia do Ceará: 218 anos do Estado foram comemorados nesta terça-feira com programação em Aquiraz

Marcando o Dia do Ceará, celebrado em 17 de janeiro, o Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, realizou nesta terça-feira solenidade e programação cultural e artística especial pelos 218 anos de emancipação do Estado. A programação especial comemorativa ao Dia do Ceará foi promovida pela manhã, no município de Aquiraz, primeira capital do Estado, com feirinha de artesanato, apresentações musicais e de cultura popular na Praça Cônego Araripe, a Praça da Matriz, em cujos arredores se localiza um dos equipamentos da Secult, o Museu Sacro São José de Ribamar.

A programação festiva teve início com a apresentação da Banda de Música do Município de Aquiraz, regida pelo maestro Tarcísio Lima, interpretando sucessos da música popular brasileira e dos Beatles. A Banda de Música também executou os hinos de Aquiraz e do Ceará. Já o Hino Nacional Brasileiro foi executado pela orquestra da ONG Tapera das Artes, que promove educação musical e cidadã de crianças e jovens de Aquiraz, enquanto as bandeiras do Brasil, do Ceará e de Aquiraz foram hasteadas pela secretária adjunta da Cultura do Estado do Ceará, Suzete Nunes, na ocasião representando o governador Camilo Santana; pelo prefeito de Aquiraz, Edson Sá, e pelo secretário de Cultura de Aquiraz, William Mendonça.

O Dia do Ceará

O dia 17 de janeiro faz parte do calendário oficial de eventos do Estado por meio da Lei nº 13.470, de 18 de maio de 2004, que instituiu a data comemorativa referenciando o dia em que o Ceará ganhou autonomia da Capitania de Pernambuco, em 1799, tornando-se administrativamente independente. A emancipação do Ceará foi garantida por Carta Régia assinada pela Imperatriz de Portugal, D. Maria I, em virtude do crescimento populacional e econômico que a antiga capitania do Ceará apresentava em 1799.

A lei estadual determina a realização anual de um evento oficial em Aquiraz, primeira capital do Estado, por ocasião da data. Além disso, órgãos e entidades da administração estadual, assim como as escolas da rede pública estadual de ensino, devem promover o Dia do Ceará.



Topo
Governador Camilo Santana discute refinaria com investidores iranianos em Teerã e faz contatos em Dubai

O governador Camilo Santana se reuniu nesta terça-feira (17), no segundo dia de missão oficial no Oriente Médio, com investidores do Irã para debater a instalação da refinaria no Ceará. O encontro contou com a presença do vice-ministro do Petróleo, Abbas Kazemi, que também é presidente da National Iranian Oil Refining and Distribuition Company (NIORDC).

A empresa iraniana é responsável pela execução dos investimentos estratégicos no setores de Óleo e Gás e pela distribuição dos produtos comercializados pelas estatais do país. “Deixei claro a nossa disposição em trazer uma refinaria para nosso o Estado e expus o interesse em contar com a presença de investimentos do Irã nesse projeto. Tivemos ótima receptividade dos iranianos para a viabilização do negócio”, citou o governador Camilo Santana, que estava acompanhado do assessor especial para Assuntos Internacionais, Antônio Balhmann.

Durante o encontro, realizado em Teerã e que contou com a participação do diretor de Planejamento Corporativo e Membro do Conselho Gestor da NIORDC, Alireza Arman Moghadam, o governador apresentou ainda a Zona de Processamento de Exportação. A área compreende o local destinado à implantação da refinaria e representa grande diferencial para empresas interessadas em investir no Ceará.

Irã e Emirados Árabes

Também nesta terça-feira, a comitiva cearense se reuniu com o embaixador do Brasil no Irã, Rodrigo de Azeredo. Amanhã, o governador Camilo Santana e o secretário Antônio Balhmann seguem para Dubai, nos Emirados Árabes, onde participam de encontro com empresários de multinacional das áreas de óleo, gás, energia e água. Também no país, em Sharjah, Camilo Santana visitará uma das maiores plantas de dessalinização do mundo.

Refinaria chinesa

Em novembro de 2016, o governador assinou, na China, um Memorando de Entendimento (MOU - Memorandum of Understanding) com a multinacional de petróleo Guangdong Zhenrong Energy para realização de estudo – em andamento - sobre o projeto da refinaria do Ceará. Se concretizada, a previsão é de que a unidade de refino produza até 300.000 barris/dia, com investimento de 4 bilhões de dólares.



Topo
Região do Cariri registra primeira grande chuva do ano

Em Juazeiro do Norte, as águas voltaram a correr com vontade, levando esperança à população. Em alguns locais, porém, houve alagamentos e outros transtornos. A novidade ficou por conta da queda na temperatura.

Pela primeira vez em 2017, choveu forte na região do Cariri. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), entre as 7h de segunda-feira e 7h de ontem, choveu em 45 municípios cearenses, dos quais 22 estão localizadas no Cariri. Dos dez maiores volumes verificados, nove são da região. Várzea Alegre liderou com 100mm; seguido por Lavras da Mangabeira (88mm); Milagres (77.6mm) e Barbalha (71.5mm).

Devido às chuvas das últimas 24h, a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) registrou aporte em oito açudes, que totalizaram uma variação de volume de 76.527m³. Apesar disso, a situação hídrica cearense pouco se alterou. A capacidade total ainda permanece com 6,4% e 137 açudes estão com volume abaixo dos 30%.

Prognóstico

Hoje a Funceme vai divulgar, em entrevista coletiva marcada para as 9h, no Palácio da Abolição, em Fortaleza, a previsão para o acumulado de chuvas no trimestre fevereiro-março-abril. Os meteorologistas adiantam que há uma forte tendência de neutralidade nas temperaturas do Oceano Pacífico Equatorial (nem El Niño, nem La Niña) durante a quadra chuvosa de 2017.

Essa indefinição no Pacífico aumenta a relevância da análise das diferenças de temperaturas entre o norte e o sul do Oceano Atlântico Tropical. Se a parte sul estiver mais aquecida, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) tende a se posicionar também ao sul da Linha do Equador, atuando de forma mais favorável às chuvas no Ceará.

Transtornos

Em Juazeiro do Norte, a chuva teve início logo nas primeiras horas do dia e se estendeu até por volta das 11h de ontem. As precipitações de 37mm reduziram as altas temperaturas registradas nos últimos dias, mas também causaram estragos em vários pontos da cidade. Várias ruas e avenidas ficaram alagadas e diversos semáforos apagaram por horas. Nos trechos de maior fluxo de veículos, houve registro de congestionamento.

O canal da Avenida Vírgilio Távora, principal via de acesso ao Aeroporto, transbordou. Já na Avenida Ailton Gomes, o local onde está sendo construída uma ciclofaixa inundou, causando uma espécie de cascata. Na Rua Fiscal José Soares, próximo ao Arco do Salesiano, importante acesso ao Centro, vários carros ficaram submersos.

A Secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Serviços informou que, no começo da semana, deu início a um novo plano de trabalho onde aborda a execução de capinação das ruas, limpeza dos esgotos, além de uma operação tapa-buracos nos bairros da cidade que demandam maior atenção. Já a Secretaria de Infraestrutura destacou que, em breve, será construída uma ponte na via de acesso ao aeroporto.

O meteorologista da Funceme Raul Fritz, explicou que, no Cariri, a explicação das chuvas é um vórtice ciclônico que está mais ao sul do Nordeste. "A borda dele favoreceu ao Cariri e está entrando próximo ao Piauí. Ele deve continuar nesta quarta, trazendo mais chuvas para a região. O fenômeno está com o centro em torno de Pernambuco e Paraíba, pode se deslocar um pouco mais pra cá e trazer mais chuvas, inclusive para as regiões centrais", completou.

Raios

Segundo a Enel Distribuição Ceará, somente com as chuvas registradas nesta terça-feira, foram verificados, pelo Sistema de Monitoramento de Descargas Atmosféricas, 1.008 raios. O número representa 43% dos registros no mês inteiro, já que, de 1º a 17 de janeiro, foram registrados 2.339 raios. A quantidade é 51% superior ao comparado ao mês de janeiro do ano passado.

Granja (Norte do Estado) foi o que teve maior incidência, registrando 166 descargas só neste ano, seguido de Araripe (135) e Várzea Alegre (118), esses dois na região do Cariri. Na manhã de ontem, um raio caiu próximo a um colégio em Dom Quintino, no Crato. Com a claridade da descarga, várias crianças passaram mal. Quatro delas chegaram a desmaiar. Os jovens foram levados ao hospital, por precaução, e liberados em seguida.

Temperaturas

Ainda segundo Fritz, esse vórtice tem a característica de facilitar a redução na média das temperaturas. "Pode baixar a cerca de dois a quatro graus". Foi o que aconteceu em Juazeiro. Ao meio-dia, os termômetros chegaram a registrar 20ºC. Neste horário, ainda segundo a Funceme, a temperatura média da cidade é de 33ºC. Ele explicou que no meio ano é comum haver redução de temperatura, devido ao período de inverno no hemisfério sul, iniciado em junho. Fritz explicou que ontem, além da atuação do Vórtice, das nuvens mais desenvolvidas e escuras, que antecedem as chuvas, descem uma corrente de ar mais frio.

Apesar de a chuva das últimas 24h ter tido maior incidência no Cariri, Fritz explica que, neste ano, "as precipitações não tiveram predomínio maior ou menor em dada região". O diferencial foi a aproximação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). Em alguns momentos ela esteve sobre o oceano e se aproximou do litoral cearense, trazendo instabilidade, principalmente na Zona Norte e Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Na primeira quinzena, todas as regiões ficaram abaixo da média, sendo as piores o Sertão Central e Inhamuns.

Segundo a Funceme, para esta quarta-feira há previsão de chuva em todas as regiões do Estado, assim como amanhã, porém, com menor intensidade.



Topo
Camilo Santana anuncia mudanças no secretariado do Governo do Ceará

O governador Camilo Santana anunciou, nesta quarta-feira (11), mudanças na equipe de secretários do Governo do Ceará. São novos nomes para as seguintes pastas: Casa Civil, Planejamento e Gestão, Cidades, e Infraestrutura.

Na Casa Civil, assume Nelson Martins, que atualmente está no comando da Secretaria de Relações Institucionais. Na Secretaria do Planejamento, assume Maia Júnior, ex-governador do Estado. Na Secretaria das Cidades, o comando passa para Jesualdo Farias, ex-reitor da UFC. Já na Secretaria da Infraestrutura, assume como titular Lúcio Gomes, atualmente na Secretaria das Cidades.

“Agradeço a cada secretário substituído pela relevante contribuição dada até hoje ao Estado do Ceará. Tem sido esse esforço conjunto o responsável pelos resultados obtidos pelo nosso estado até aqui, mesmo em meio a uma crise que tem atingido duramente todos os estados, municípios e o Governo Federal. Tenho absoluta convicção de que esse reforço na equipe de governo nos ajudará a obter resultados ainda melhores nessa missão de fazermos um Ceará cada vez melhor para cada um dos irmãos e irmãs cearenses”, disse o governador em seu perfil oficial na rede social Facebook.

Confira o currículo dos novos secretários:

Nelson Martins – Casa Civil

Engenheiro agrônomo formado pela Universidade Federal do Ceará. Foi secretário de Desenvolvimento Agrário do Ceará, secretário estadual da Controladoria e Ouvidoria Geral e atualmente está como secretário estadual de Relações Institucionais. Também foi vereador de Fortaleza e deputado estadual do Ceará por três vezes.

Maia Júnior – Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag)

Graduado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Ceará e Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Ceará. Foi secretário de Transportes, Energia, Comunicações e Obras do Ceará, de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, da Infraestrutura e do Planejamento e Coordenação, além de vice-governador do Ceará (2003-2006).

Jesualdo Farias – Secretaria das Cidades (Scidades)

Professor titular da UFC e graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade de Fortaleza, com mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina, especialização em tratamentos térmicos de ligas metálicas no Municipal Industrial Reserach Institute - Nagoia e doutorado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina. Foi reitor da Universidade Federal do Ceará e secretário de Educação Superior do MEC. Foi também membro do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia, do Conselho Nacional de Educação e do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República.

Lúcio Ferreira Gomes – Secretaria da Infraestrutura (Seinfra)

Graduado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Ceará, com especialização em Metodologia do Ensino Superior e MBA em Finanças. Foi secretário de Urbanismo e Obras da Prefeitura de Sobral e secretário Chefe de Gabinete do Governo do Ceará. Ocupou cargos executivos na iniciativa privada e, atualmente, estava como secretário estadual das Cidades.



Topo
Cearense Superintendente da Policia Federal em Alagoas comandará a Segurança Pública do Ceará

O governador Camilo Santana (PT) anunciou, em sua pagina no Facebook, nesta quinta-feira, o nome de André Costa, cearense de 38 anos que estava atuado como superintendente da Polícia Federal em Alagoas. Esse nome foi, inclusive, antecipado pelo jornal O POVO, em matéria assinada pelo jornalista Tiago Paiva.

André Costa tem 17 anos de Polícia Federal. Por aqui, comandou o Setor de Inteligência da Copa do Mundo 2014, em Fortaleza. É graduado em Direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e especialista em Ciências Criminais pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

Com perfil jovem e técnico, Costa acumula 15 anos de carreira na PF, passando pelos estados de Sergipe e Tocantins. Antes, atuou por dois anos como escrivão da Polícia Civil cearense e foi ainda agente de trânsito na Capital, aos 18 anos.

Ele vai substituir o delegado federal aposentado Delci Teixeira, que se afastou alegando questões particulares.



Topo
Retrospectiva 2016: Açudes chegam a índices jamais vistos no Estado

O Ceará vive a maior seca da sua história. São cinco anos ininterruptos de chuvas abaixo da média, segundo os levantamentos oficiais da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O ano encerra com os açudes apresentando índices jamais vistos, em torno de 7%. Dos 184 municípios cearenses, 121 se encontram em estado de emergência, conforme levantamento do dia 1º de dezembro.

A diferença deste quinto ano de crise hídrica, em relação aos demais, está nas ações que precisaram ser adotadas, como o abastecimento d’água não somente nas zonas rurais, como também nas sedes dos municípios. As tecnologias sociais e os programas de distribuição de renda, a exemplo do Bolsa Família, têm de alguma forma amenizado a situação. Mas uma pergunta inquieta a todos: até quando o sertanejo suportará os efeitos da estiagem prolongada?

Castanhão em alerta

Agricultores, piscicultores e moradores de Quixelô, no Centro-Sul do Estado, realizaram manifestação, na parede do Açude Orós, no dia 29 de julho, em protesto à decisão de transferência de água do reservatório ao Açude Castanhão, o maior do Ceará e responsável por boa parte do abastecimento de Fortaleza. Segundo os manifestantes, a medida causará impacto em milhares de famílias ribeirinhas que dependem das águas do manancial para sobreviver. O presidente da Associação dos Irrigantes de Icó, Valdeci Alves Ferreira, argumentou, na época, que é muito grande a quantidade de água a ser liberada e que não está ocorrendo vazão para o Açude Lima Campos, o que compromete ainda mais a agricultura irrigada de 65 colônias.

À espera da transposição

Apreensão com o atraso na transposição do Rio São Francisco. O governo federal já anunciou que as obras do Eixo Norte, que trará água da estação em Cabrobó (PE) até Jati (CE), só serão concluídas em 2017. Com isso, as águas devem chegar, numa previsão otimista, somente no segundo semestre do próximo ano.

Temporal em Crateús

Em 21 de janeiro, choveu em 146 municípios cearenses. O maior volume foi registrado em Crateús, 166mm. Em outras dez cidades, as precipitações também superaram os 100mm, o que não ocorria desde 10 de janeiro de 2011, quando 13 localidades passaram dos 100mm.



Topo
Thiago Monteiro. Pronto para alcançar novo patamar

O cearense Thiago Monteiro, 22 anos, não imaginava o que viveu em 2016. Desconhecido do grande público que acompanha tênis no Brasil, e dos adversários do circuito internacional, o fortalezense começou o ano se fazendo conhecer com uma bela vitória sobre o top 10 francês Jo-Wilfried Tsonga no Rio Open, e terminou a temporada como titular da equipe brasileira na Copa Davis.

Uma ascendência consistente e promissora.

Após enfrentar lesões no joelho em 2015, Thiago iniciou 2016 querendo reviver o bom momento que teve no circuito juvenil, quando foi número 2 do mundo.

Realidades distintas, a trilha do tênis adulto é ainda mais pedregosa, competitiva. Foi sabendo das dificuldades que Monteiro trabalhou duro para subir 381 posições na temporada, conquistando lugar entre os 100 melhores tenistas do mundo. Hoje, 82º do mundo, é o segundo brasileiro mais bem ranqueado na Associação de Tenistas Profissionais (ATP).

Em bate-papo com O POVO, Thiago Monteiro revelou o segredo de um ano inesquecível: treino e mentalidade.

As grandes vitórias sobre Jo-Wilfried Tsonga, Nicolas Almagro e Gilles Simon em 2016 deram motivação ao cearense. Deram também confiança de que pode duelar e vencer adversários duros do circuito. O desafio, agora, é manter-se entre os melhores e disputar os principais torneios internacionais na temporada 2017, como ATP’s, Masters e Grand Slams.



Topo
Governo renova programa e libera redução de salário e jornada por até 2 anos

O governo vai permitir que empresas reduzam salários e jornadas de trabalho de seus funcionários por até dois anos, em troca da garantia da manutenção dos empregos desses trabalhadores.

A previsão faz parte da medida provisória que estendeu por mais um ano do PPE (Programa de Proteção ao Emprego), criado em julho de 2015 pelo governo Dilma Rousseff, e agora rebatizado como Seguro Emprego.

Até a renovação do programa, era possível a redução de salários e jornadas em até 30% por até um ano. Quem é incluído no programa não pode ser demitido sem justa causa durante o período de vigência da redução de jornada e salário.

Os trabalhadores afetados pelo programa têm direito a uma compensação de até 50% do valor que deixam de receber de seus empregadores, com teto de R$ 1.002 (65% da parcela máxima do seguro desemprego, atualmente em R$ 1.542). Os recursos vêm do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).

As empresas podem aderir ao programa até o dia 31 de dezembro de 2017, devendo fazer a solicitação ao Ministério do Trabalho e demonstrar sua dificuldade financeira.

Para isso, o governo levará em conta indicador que compara o saldo de contratações da empresa nos últimos 12 meses com o número de funcionários que ela tinha no mês imediatamente anterior ao período. Os critérios específicos para o programa a partir de agora ainda não foram divulgados.

Para aderir, também é necessário que as empresas firmem acordos coletivos com o sindicato que representa os trabalhadores da categoria majoritária em seus quadros.

O Seguro Emprego agora tem seu prazo de encerramento previsto para o final de 2018, de movo que os acordos firmados não podem incluir uma redução de salários e jornadas que ultrapassem essa data.

Segundo o Ministério do Trabalho, desde o início do PPE, foram deferidos 154 pedidos de adesão ao programa. Essas adesões preservaram o emprego de 63.345 trabalhadores, afirma o Ministério.

O governo federal repassou R$ 169,32 milhões a esses trabalhadores, por meio do FAT.

Desemprego

A ampliação do programa tenta responder ao desafio de reaquecer o mercado de trabalho. Frustrando expectativas, o emprego não vem demonstrando sinais de recuperação e o mercado espera piora durante o início de 2017.

A taxa de desemprego atual, de 11,8%, deve chegar a superar 13% em 2017, segundo projeção do Santander. O Bradesco também elevou sua expectativa de desemprego de 12,5%.



Topo
Fortaleza é o 2º destino mais procurado do NE

A Capital cearense está entre as cidades preferidas pelos brasileiros para aproveitar o verão, ocupando a sexta colocação em um estudo elaborado pelo Ministério do Turismo (MTur) com os destinos nacionais mais buscados para o período. Considerando apenas a região Nordeste, Fortaleza ocupa a segunda posição.

Divulgado ontem (21), o ranking traz nas primeiras colocações cidades como São Paulo (SP), Florianópolis (SC), Rio de Janeiro (RJ), Praia Grande (SP) e Salvador (BA). Na sequência, aparecem Fortaleza (CE), Curitiba (PR), Cabo Frio (RJ), Balneário Camboriú (SC) e Recife (PE) e somam os 10 destinos mais procurados no País.

A análise ainda estima que 73,4 milhões de viagens deverão ser realizadas nos meses de dezembro deste ano e janeiro e fevereiro de 2017.O número reflete um pequeno aumento em relação ao verificado em igual período do ano anterior, quando 72,8 milhões de viagens foram realizadas. A expectativa é que essas viagens movimentem cerca de R$ 100 bilhões.

De acordo com o titular do MTur, Marx Beltrão, os números comprovam que o turismo é uma das atividades econômicas mais resistentes da economia brasileira. "Mesmo em um momento complicado, onde várias outras atividades tiveram queda na participação da economia, o turismo se mantém como um importante segmento econômico, gerando emprego e renda", diz.

Regiões

A região Sudeste aparece como a preferida entre os viajantes brasileiros, com cerca de 33 milhões de viagens, ou seja, 46% do total previsto para todo o Brasil no período de alta estação. A região Sul deve receber 25% do total de viagens do País, enquanto o Nordeste responderá por 23%. O Centro-Oeste e o Norte completam o ranking das regiões, com 5% e 2%, respectivamente.

Veículo

Os dados do estudo elaborado pelo Ministério do Turismo apontam o carro como o principal meio de transporte a ser utilizado, realizando 52,9% dos deslocamentos. O ônibus vem em seguida, com 26,7% das viagens (19,6 milhões), e em terceiro lugar, o avião (8,1%).

Hospedagem e perfil

O levantamento mostra que mais de 45 milhões de viagens (61,3%) devem ser com hospedagem em casa de amigos e parentes. E 19,1% das viagens serão em hotéis, pousadas e resorts. O aluguel de imóveis por temporada deve ser utilizado em 10% dos casos. Os campings e albergues será a opção de cerca de 697 mil viagens.

Estima-se que mais da metade (51%) dos brasileiros que vão viajar nesses três meses o farão acompanhados por seus cônjuges e 18% com parentes. Um a cada quatro brasileiros (24%) vai viajar sozinho neste verão.

Mercado

Segundo o último Boletim de Desenvolvimento Econômico do Turismo existe uma perspectiva de alta para o quarto trimestre de 2016. Das 927 empresas que participaram do levantamento, 64% delas afirmaram que há uma perspectiva de crescimento na comparação com o mesmo período de 2015.

Dos sete segmentos pesquisados, cinco indicaram um aquecimento nos negócios: transporte aéreo, parques e atrações, receptivo turístico, agências de viagem e operadoras de turismo. Apenas os organizadores de eventos e meios de hospedagem indicaram uma perspectiva de baixa para o período de outubro a dezembro de 2016. As empresas ouvidas pelo estudo movimentam R$ 8,8 bilhões por ano e geram 77,1 mil empregos.



Topo
Inpe prevê chuva abaixo da média no 1º trimestre

Queda de precipitações seria ocasionada pelo aquecimento das águas do oceano Atlântico Tropical Norte.

O verão de 2017 deve ser de chuvas abaixo da média histórica na Região Nordeste, principalmente no Semiárido nordestino, onde o Ceará está situado, conforme levantamento divulgado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) no último dia 19. A previsão climática sazonal por consenso para o trimestre janeiro a março de 2017 (JFM/2017) indica que há probabilidade de chuvas 20% acima, 35% dentro e 45% abaixo da faixa normal climatológica.

A redução de precipitações seria ocasionada pelo aquecimento das águas do oceano Atlântico Tropical Norte, que pode afetar negativamente as chuvas no Nordeste, e pela ausência de episódios bem configurados de Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), típica dessa época do ano. O estudo também aponta que as temperaturas devem ficar acima da média para a Região, durante o mesmo período.

A previsão foi elaborada em reunião realizada no Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), no último dia 16 de dezembro, em Cachoeira Paulista (SP), com participação de pesquisadores e tecnologistas de diversos institutos vinculados ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. A medição por consenso é baseada na análise das condições diagnósticas oceânicas e atmosféricas globais e de modelos dinâmicos fornecidos pelas entidades.

A climatologista do Cptec, Renata Tedeschi, explica que as porcentagens não são fixas. "Elas são uma maneira de indicar qual é o sinal mais provável de ocorrer. Nós continuaremos monitorando o Pacífico, que muda de temperatura mais lentamente, e o Atlântico, que muda mais rápido. No próximo mês, pode haver alguma alteração que mude essas estimativas".

O meteorologista Celso Oliveira, da empresa paulista Somar Meteorologia, aposta num cenário não tão duro como sugere a pesquisa, indicando um janeiro de chuvas esparsas e maior concentração de precipitações em fevereiro e março. Segundo Celso, apesar de o fenômeno El Niño ter castigado o Nordeste nos últimos dois anos, trazendo períodos mais secos, as simulações feitas para o primeiro trimestre de 2017 apontam para um verão mais úmido na Região.

"Algumas áreas devem ter chuvas acima da média, principalmente no litoral, de Pernambuco até o Maranhão. No Interior do Ceará, as chuvas devem seguir mais próximas da normalidade, mesmo que elas não sejam distribuídas homogeneamente", comenta o especialista. Conforme Celso, o oceano Pacífico passa por um resfriamento das águas, característico do La Niña, que influenciará positivamente parte do verão.

Segundo prognóstico da Somar, o La Niña vem enfraquecendo, mas o último boletim da NOAA (órgão americano oficial de meteorologia e oceanografia), a atmosfera ainda é influenciada pelo resfriamento das águas do Pacífico. A previsão aponta que a ausência do intenso El Niño deve trazer menos calor nos próximos três meses.

Regressão

Alexandre Nascimento, meteorologista da empresa Climatempo, concorda que, neste verão, as chuvas devem aumentar nas áreas mais críticas do Nordeste, da Bahia ao extremo-norte da região. No Ceará, as precipitações acima da média devem se concentrar nos meses de janeiro e fevereiro. Em março, o cenário deve regredir e as chuvas devem se deslocar para centro-sul da região. Para o primeiro trimestre, o especialista também aponta temperaturas na faixa de normal a acima da média.

"Acho que não é um sexto ano ruim (de seca), mas um ano não vai conseguir apagar todo o efeito negativo dos últimos cinco. De qualquer forma, saímos dessa condição extremamente seca desses últimos anos, e a expectativa é muito boa, com a recuperação de pelo menos uns 45% do reservatório Castanhão".



Topo
Janot denuncia deputado federal José Guimarães ao Supremo por corrupção

De acordo com a denúncia, o parlamentar recebeu R$ 97,7 mil em propina para pagar despesas pessoais com um escritório de advocacia e uma gráfica que trabalhou em sua campanha.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou o deputado federal José Guimarães (PT-CE) ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. De acordo com a denúncia, o parlamentar recebeu R$ 97,7 mil em propina para pagar despesas pessoais com um escritório de advocacia e uma gráfica que trabalhou em sua campanha. O relator da denúncia é o ministro Edson Fachin.

Segundo a acusação, do valor total recebido pelo deputado, R$ 30 mil consistiam em vantagens indevidas para favorecer a empreiteira Engevix em um contrato de crédito com o Banco do Nordeste, avaliado em R$ 260 milhões, para construção de usinas eólicas na Bahia.

"O panorama probatório coletado demonstra robustamente o recebimento doloso de vantagem indevida pelo deputado federal José Guimarães, mediante o pagamento de dívidas pessoais por terceiros. A propina foi recebida em razão da atuação do parlamentar perante a presidência do Banco do Nordeste do Brasil, de sua indicação e sustentação política, para viabilizar a concessão de financiamento de acordo com os interesses da empresa Engevix", argumenta a PGR.



Topo
Pré-estação chuvosa: Funceme aponta tendência de precipitações para o fim de semana

Os sistemas meteorológicos característicos da pré-estação chuvosa no Ceará já estão favorecendo precipitações no Estado e, segundo previsão da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), as chuvas podem chegar com intensidade moderada.

A atuação de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) foi responsável pelos primeiros registros de chuva nessa pré-estação, ocorridos na última terça-feira. Agora, o mesmo sistema se desloca de forma favorável a ocorrência de novas precipitações. Dessa maneira, a previsão do tempo da Funceme aponta possibilidade de chuvas (fracas a moderadas) na faixa litorânea entre o fim da noite desta quinta-feira e a madrugada e início da manhã de sexta-feira. No Centro Sul do Ceará a previsão também é de possibilidades de precipitações moderadas. Nas demais regiões, céu parcialmente nublado. Para o sábado, a tendência se repete.

“É comum a segunda quinzena de dezembro ter mais eventos de chuva que na primeira quinzena e também a intensidade das precipitações aumentar. É importante ressaltar que o Vórtice é um sistema que se desloca com relativa facilidade, por isso, durante a pré-estação, orientamos os usuários a acompanharem a previsão diária do tempo, atualizada duas vezes por dia no site da Funceme”, explica o meteorologista Raul Fritz.



Topo
PEC da vaquejada começa a ser discutida em Plenário

O Senado fez nesta quarta-feira (14) a primeira das cinco sessões de discussão em primeiro turno da Proposta de Emenda à Constituição que busca reverter a decisão Supremo Tribunal Federal (STF) contra as vaquejadas, de outubro deste ano. A proposta, aprovada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) em novembro, passou a ser analisada em regime de urgência pelo Plenário.

O texto (PEC 50/2016), apresentado após a decisão do STF, muda o artigo 225 da Constituição, que trata do meio ambiente, para descaracterizar a prática de crueldade associada ao esporte. No julgamento de ação do Ministério Público contra a lei que regulamenta as vaquejadas no Ceará, o relator, ministro Marco Aurélio, considerou haver “crueldade intrínseca” contra os animais.

O texto prevê que não serão consideradas cruéis as práticas desportivas que utilizem animais, desde que sejam manifestações culturais previstas na Constituição e registradas como integrantes do patrimônio cultural brasileiro. A condição para isso é que sejam regulamentadas em lei específica que garanta o bem-estar dos animais



Topo
45 açudes do Ceará estão em volume morto e 38 estão secos, diz Cogerh

Senador Pompeu. Embora os dias de céu nublado que começaram a surgir no Ceará, tragam alegria e esperança de bom inverno ao cearense, a situação atual ainda é de preocupação. Os 153 açudes cearenses monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) amargam um acúmulo de 6,96%, frente a tudo o que podem acumular juntos. O Patu, deste Município da região Central, passou a integrar a cota dos açudes em volume morto.

De acordo com o boletim da Cogerh, ao todo, 45 açudes estão na mesma situação. Nos últimos dias, além do Patu o Santa Maria (em Ererê), o Figueiredo (em Alto Santo) e o Malcozinhado (em Cascavel), entraram para o rol do volume morto. Os açudes Canoas e Ema passaram a ser considerados secos, fazendo aumentar para 38 o número de reservatórios nesta situação.

Os número da Cogerh mostram que nenhum açude está com nível de armazenamento de água acima dos 90%. Atualmente, nenhum está sangrando e outros 134 estão com nível abaixo dos 30% de água



Topo
Feriados de 2017 em 12 dias úteis animam trade turístico do Ceará

O ano de 2017 chegará em poucas semanas e, além de trazer com ele a esperança de dias melhores para o cenário político e econômico, vem também com 18 feriados para o fortalezense, entre municipais, estaduais e em âmbito nacional. Desse total, 12 (contando com o Dia do Comerciário) cairão em dias úteis, o que beneficia alguns setores, mas também pode gerar prejuízos para outros.

Por um lado, o trade turístico espera um fluxo maior de visitantes na Capital cearense por conta dos feriados em dias de semana, o que pode acabar ampliando a permanência do turista na cidade e, assim, a movimentação financeira do setor. Por outro lado, o setor produtivo vê esse fato como um risco de queda na atividade, que já vem lidando com números negativos neste ano.

Para o titular da Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor), Erick Vasconcelos, o número maior de feriados deve mobilizar a hotelaria e as agências de viagem para lançar pacotes para esses feriados. "O ano que vem será de muitos feriados 'imprensados'. Ainda não foi feito nenhum trabalho específico, mas, a partir de janeiro, vamos incluir em toda a programação esses feriados", explica. Nove feriados nacionais serão em dias próximos ao final de semana, ou seja, têm a possibilidade de 'emenda'.

A expectativa para a ocupação hoteleira é de 90%, mas a meta é igualar a taxa aos 95% que o setor conseguiu alcançar no ano passado. Até o Carnaval do ano que vem, a Setfor espera que o turismo injete mais de R$ 2 bilhões na economia cearense.

Indústria

Segundo o economista da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Guilherme Muchale, os dias a menos podem representar uma queda para a indústria local no ano que vem, já que 2017 é o ano com o menor número de dias úteis desde 2012 (251 dias úteis).

Contando os feriados de 2017 em comparação com os que caíram em dias úteis neste ano, ele destaca que o funcionário da indústria vai trabalhar 1% a menos no ano que vem. "É como se a gente já iniciasse o ano com uma queda de 1%, mas não é que isso vá se concretizar efetivamente, porque existem outros fatores que influenciam na concretização ou não disso", detalha Muchale.

Expectativas

De acordo com ele, a produção industrial do Ceará deverá apresentar crescimento próximo à 2% em 2017, acima do número de 1,5% prospectado em âmbito nacional. "Temos aí uma série de investimentos, temos a ZPE (Zona de Processamento e Exportação)", frisa ele.

Quais são

Carnaval: 28/2 (terça)

Sexta-feira santa: 14/4

Tiradentes: 21/4 (sexta)

Dia do trabalho: 1/5 (segunda)

Corpus Christi: 15/6 (quinta)

N. SENHORA da assunção: 15/8

Independência: 7/9 (quinta)

Nossa senhora aparecida: 12/10 (terça)

Dia do comerciário: 26/10 (quinta)

Finados: 2/11 (quinta)

Proclamação da república: 15/11 (quarta)

Natal: 25/12 (segunda)



Topo
Comissão da Câmara aprova criação da Universidade da Ibiapaba, no Ceará

Universidade vai beneficiar região com 1,2 milhão de habitantes.

Relatório foi elaborado pelo Deputado André Figueiredo. A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP) da Câmara dos Deputados aprovou, relatório que autoriza o Poder Executivo a instituir a Universidade Federal da Ibiapaba, no Ceará. O relatório, elaborado pelo deputado federal André Figueiredo (PDT), apresenta o projeto de Lei apresentado pelo deputado Moses Rodrigues (PMDB). Não foi definido o local que será sede da UFI e que terá sua reitoria.Ubajara, Ibiapina e Ipu querem sediar.

A nova universidade beneficiará diretamente nove municípios cearenses - Carnaubal, Croatá, Guaraciaba do Norte, Ibiapina, São Benedito, Tianguá, Ubajara, Viçosa do Ceará e Ipu - integrantes da microrregião de Ibiapaba, onde residem cerca de 350 mil pessoas. Além disso, o impacto social alcançará ainda quarenta e sete cidades que compõem a mesorregião do Noroeste cearense, cuja população é superior a 1,2 milhão de habitantes.

“Decorre daí a importância do oferecimento de uma educação profissional de qualidade como instrumento imprescindível de geração de renda e de democratização de oportunidades de ascensão social, com papel relevante nas políticas públicas dos países em desenvolvimento, como o Brasil”, indicou o deputado no relatório.



Topo
Funceme prevê boas chuvas no NE e no Ceará

O que o cearense mais quer, especialmente o sertanejo, é a reversão do quadro de seca que atinge o Estado há cinco anos. As previsões mais otimistas estimam a possibilidade do retorno das chuvas em sua normalidade nos primeiros meses de 2017, em decorrência da atuação do fenômeno La Niña no oceano Pacífico e da atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que favorece a incidência de chuvas no Nordeste. As considerações são da Somar Meteorologia, empresa privada que atua no segmento de meteorologia, oceanografia e meio ambiente.

Levantamento da instituição, com base no último boletim da NOAA (órgão americano de meteorologia e oceanografia), aponta que a atmosfera do Oceano Pacífico influenciada por resfriamento, o que indica a ocorrência do fenômeno La Niña, deve continuar, acabando a partir do primeiro trimestre de 2017.

Segundo ressalta Maria Clara Faffaki, meteorologista do órgão, a incidência do La Niña, aliado ao afastamento do fenômeno El Nino, pode resultar em chuvas dentro da normalidade a partir dos meses de janeiro e fevereiro. "A gente já está com a atuação do La Niña e a expectativa é que se estenda até o começo do ano que vem. Além disso, já para março de 2017, acontece o retorno da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). A chuva vai voltando aos poucos de forma irregular agora em dezembro e a normalização pode acontecer a partir de janeiro", afirma.

Cautela

A Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme) pede cautela e reafirma o quadro de indefinição da próxima quadra chuvosa. Segundo o meteorologista Raul Fritz, o que há de concreto é o fato do La Niña estar em fraca intensidade, próximo da neutralidade. "Todas as previsões que temos consultado estão indicando o que a gente vinha anunciando, que é mais provável que a La Niña se dissipe por meados de fevereiro até início de março, e é isso preocupa".

Segundo Fritz, o fenômeno só tem influência na incidência de chuvas no Estado se aparecer de fevereiro a maio. A maior esperança de precipitações, segundo ressalta, está na ZCIT, que depende das condições do Oceano Atlântico, mas também segue em quadro indefinido. "É preciso que haja uma diferença de temperatura da superfície do mar entre a parte sul, abaixo do Equador, e a parte acima do Equador. Agora nós temos aquecimento tanto acima quanto abaixo do Equador, mas isso pode mudar. Por isso, a gente espera até o início do ano que é quando a gente começa a ver uma definição desse padrão".

Durante a realização do Fórum Cearense dos Comitês de Bacias Hidrográficas do Ceará, na tarde de hoje, o presidente da Funceme, Eduardo Sávio, apresentará a tendência para a próxima quadra chuvosa. Já o prognóstico oficial sai em fevereiro.



Topo
Energia eólica: expansão de empresa gera quase 3 mil empregos no Pecém

O governador Camilo Santana participou nesta terça-feira (6), no Pecém, da inauguração da nova fase da Aeris Energy, empresa que há cinco anos trabalha fabricando pás eólicas no Ceará. Por meio de sua atuação no segmento de energia renovável, o empreendimento tem apresentado impacto positivo para a economia cearense. A expectativa é de que a fabricante alcance os três mil empregos diretos gerados para a população - atualmente, 97% dos funcionários são cearenses.

Até o término das obras da nova parte de instalações do complexo, a Aeris atuava com 2.500 funcionários. Com a inauguração do terceiro galpão, a empresa deve efetuar mais 500 contratações. Para Camilo Santana, o surgimento de oportunidades no mercado é algo a ser comemorado, levando em consideração o contexto econômico atual do país.

"É a quarta empresa que se expande ou se instala em nosso Estado nas últimas semanas. Isso é motivo de muito orgulho para nós, principalmente em um momento de crise econômica no país. O Ceará mostra que tem potencial para receber novos investidores e aumentar a geração de empregos para os cearenses", disse o governador, que recebeu homenagem da direção da empresa durante o evento. Em 2016, Camilo também visitou as empresas de energia renovável Vestas, Eletra e Grupo Telles.

Fundada em 2010, a nacional Aeris Energy atende a demandas internacionais e busca localizações estratégicas para suas sedes. O Nordeste concentra mais da metade do potencial eólico do Brasil. Para entrar na região, a Aeris optou por se instalar no Ceará pelas possibilidades proporcionadas na localidade. Esta foi a primeira planta industrial localizada no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP).

"Recebemos convites de outros estados, mas escolhemos o Ceará devido às condições que o Governo nos permitiu. Além disso, a mão de obra que tivemos aqui foi uma grande surpresa e é o que nos faz fincar cada vez mais as raízes no solo cearense", revelou Bruno Vilela, presidente da empresa de pás eólicas. Segundo Bruno, além dos empregos diretos, são gerados milhares de indiretos e muitas famílias hoje tiram sustento do empreendimento no Pecém.

"Contamos com cerca de 10 mil colaboradores, somando empregos diretos e indiretos". Vilela também destacou o crescimento de trabalhadoras na indústria - atualmente são mais de 350 colaboradoras diretas na empresa.

Acompanharam a visita do governador Camilo Santana a secretária do Desenvolvimento Econômico do Ceará, Nicole Barbosa, e o assessor especial para Assuntos Internacionais, Antônio Balhmann. Em pronunciamento, Nicole Barbosa ressaltou o empenho do Governo do Ceará para dar apoio às boas iniciativas do segmento de energia renovável, como também o trabalho feito para capacitação da mão de obra cearense.

Uma nova perspectiva

Há 10 anos, José Amauri da Silva, 29, viu-se obrigado a deixar o local onde nasceu, Matões, em Caucaia, para partir em busca de oportunidades no mercado de trabalho. "Era tudo mato na região. Quem quisesse emprego era obrigado a ir morar em Fortaleza, e foi o que eu fiz". Há um ano e dois meses, ele voltou às origens. Foi contratado como auxiliar de produção pela Aeris. "Uma amiga me indicou para esse novo empreendimento aqui da região. Fiquei feliz quando soube que surgiu algo grande por aqui, especialmente por ser nativo. É bom ter um trabalho de qualidade e perto de casa", afirmou.

Empreendimentos dessa dimensão também proporcionam à população a oportunidades para jovens que iniciam carreira no Estado. Esse foi o caso da estudante de Administração Nádia Moreira, 20. Em maio do ano passado, ela chegou na fábrica sediada no Pecém como aprendiz. Em 2016, foi efetivada como auxiliar administrativa. "Encontrei a oportunidade numa empresa que valoriza os funcionários. Com a vinda da Aeris para cá, ganhamos um bom local de preparação de profissionais. Além de sustento, também é bom para o currículo", pontuou.



Topo
4º NATAL FELIZ DA CASA DO CEARÁ VAI beneficiar MIL PESSOAS

Será dia 26 de novembro a partir das 7.30, contemplando a distribuição500 cestas básicas para a comunidade carente cadastradas no serviço social da Casa do Ceará; distribuição de 500 brinquedos para as crianças; atendimento odontológico; consultas médicas nas especialidades de clinico geral, neurologista e oftalmologista; assessoria juridica; massagem e limpeza de pele; design de sobrancelhas; corte de cabelo; manicure e pedicure e aferição de pressão

A participação do SESC CIDADANIA:

1.Nutrição Palestra de Controle de Gordura nos alimentos; Jogo Educativo (jogo do tato); Distribuição de pipoca e picolé.

2.Assistência Oficina de trabalhos manuais com GMV do SESC 913 Sul; Palestras lúdicas sobre o Estatuto da Criança e Adolescente – ECA. Execução: Estagiárias Serviço Social da COAST.

3.Recreação Desenho livre e Gibiteca; Brinquedos infláveis - piscina de bolinha grande / pula pula gigante e escalada gigante; Pintura de rosto - quatro pessoas; Salão kids; Minigolfe; pingue-pongue - duas mesas. totó - duas unidades; Xadrez/Dama Gigante - um de cada;Slack line.

4.Apresentações Artísticas Apresentação de Mágica e Contador de história.

5.Educação em Saúde Palestra sobre saúde bucal com oficina de escovódromo; Palestra sobre prevenção da dengue, zika e Chicugunha; Palestra sobre piolho; Caxumba

A partipação da FRÃO

A Casa do Ceará contará também com o apoio e participação da equipe de profissionais da FRÂO – Fundaçao Regional de Assistência Oftalmológica

APOIO:

KSA MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, AFA – ASSOCIAÇÃO DOS FILHOS E AMIGOS DE AURORA, AQQB – ASSOSCIAÇÃO DOS QUEREM BEM A SOBRA E A BRASILIA, SESC CIDADANIA, FRÃO – FUNDAÇÃO REGIONAL DE ASSISTÊNCIA OFTALMOLÓGICA. BRASÍLIA SUPER RÁDIO FM, CAMPELO BEZERRA ADVOGADOS E ASSOCIADOS, SOREPAROS – SUPER LOJA DA CONSTRUÇÃO, CORREIO BRAZILIENSE. JORNAL DE BRASÍLIA. ATIVIDADE 107.1 FM. CASCOL, COMENDADOR DR. ALBERY MARIANO. MASTER CÓPIAS



Topo
Chineses deverão aplicar US$ 4 bi em refinaria no Pecém que empregará 10 mil pessoas na implantação e 8 mil na operação

Assinatura do memorando entre o governador Camilo Santana e representantes da empresa chinesa aconteceu ontem, onde também estiveram os secretários André Facó (Infraestrutura) e Antônio Balhmann (Assuntos Internacionais).

O memorando de entendimento para a realização de estudos para a instalação de uma refinaria dentro da área da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do Ceará, acordado ontem entre o governador Camilo Santana e representantes da empresa chinesa Guangdong Zhenrong Energy, deve render ao Estado, caso os indicadores se mostrem propícios, um investimento de US$ 4 bilhões e a geração de aproximadamente 10 mil empregos durante a construção do empreendimento e mais oito mil postos, entre diretos e indiretos, durante a operação plena, segundo estimou o governo cearense.

A planta de refino visada pelo governador deve produzir, diariamente, um número de 300 mil barris de petróleo e, de olho nisso, a também chinesa Qingdao Xinyutian Petroquímical participou da cerimônia que selou o memorando, realizada ontem na província de Guangzhou.

"Esse é um passo importante para viabilizarmos a refinaria em nosso Estado. O empreendimento, que estará dentro da nossa Zona de Processamento de Exportação, deverá gerar pelo menos 10 mil empregos na fase de construção e 8 mil postos permanentes entre diretos e indiretos", reforçou o governador Camilo Santana, que foi a China acompanhado dos secretários Antônio Balhmann (Assuntos Internacionais) e André Facó (Infraestrutura).

Os recursos para financiar o projeto, ainda de acordo com as informações do governo cearense, devem ter origem em bancos chineses. O comunicado do governo ainda informa que memorando assinado ontem deve-se ao acordo fechado pelo governo brasileiro e o chinês no início deste ano - ainda quando a ex-presidente Dilma Rousseff comandava o Executivo.

Empreitada

A busca por uma refinaria para o Ceará data mais de uma década e busca ainda sanar uma demanda interna antiga por uma planta de refino que atenda, a partir de uma localização estratégica, os mercados do Norte e do Nordeste do País. No entanto, na história mais recente, o Estado amargou perdas.

Já no ano passado, a estatal petroleira anunciou o plano de desinvestimento e, após anos de atraso no cronograma de instalação da refinaria Premium II, na área prevista para o primeiro projeto, decretou que não tinha mais interesse em dar andamento ao projeto de instalação de uma planta de refino no Ceará.

A partir daí, o governo cearense empregou uma nova empreitada para captar um novo parceiro comercial que viabilizasse economicamente a instalação de uma indústria do tipo no Estado. Entre idas e vindas, a parceria entre os governos brasileiro e chinês aproximou players asiáticos de atuação internacional do setor de petróleo e gás do Executivo cearense e parece caminhar para a finalização do negócio. "A China, hoje, tem muito interesse em investir no País, em especial no Ceará. Os chineses estão impressionados com o nosso Estado, pela estrutura que disponibilizamos, a localização e, principalmente, por conta da Zona de Processamento de Exportação. Isso abre muitas perspectivas de novos negócios para o Estado", ressalta o governador em nota, ao comemorar a assinatura do termo na China.

Prudência

Perguntado sobre a multinacional de petróleo Guangdong Zhenrong Energy - com a qual o governo cearense assinou o memorando de entendimento -, o consultor do mercado de petróleo e gás Bruno Iughetti disse ser a empresa "uma ilustre desconhecida do mercado internacional" e aconselhou prudência ao governo cearense na captação deste empreendimento.

"É importante que o governo cearense tenha o portfólio dela, com informações detalhadas sobre onde atuou, com que tipo de negócio, entre outros", detalhou o especialista.

Iughetti ainda alertou para outros fatores que devem interferir diretamente na dinâmica da planta de refino no Ceará, como os insumos. De acordo com ele, "uma empresa que planeja produzir 300 mil barris de petróleo por dia ou vai importar insumo - o que seria ruim para a nossa balança comercial - ou possui tecnologia capaz de explorar o pré-sal, o que é bastante difícil".

Exportação ou importação

"Acho que o projeto de uma refinaria aqui no Ceará tem que levar em consideração atender nosso mercado interno, nas regiões Norte e Nordeste, livrando o Ceará de desabastecimento", reforça o consultor, observando que "a instalação da refinaria na Zona de Processamento de Exportação deixa implícito nas entrelinhas que o interesse da empresa é exportar a produção".

Isso porque a ZPE do Ceará possui legislação que facilita a venda da produção para fora do Brasil a partir de benefícios fiscais. Segundo analisa, "é preciso refino aqui no Brasil, pois no mercado internacional existe um movimento refratário à compra de derivados prontos, devido às recessões econômicas do mercado europeu e americano".

FIQUE POR DENTRO

Investidora é especializada em energia

Guangdong Zhenrong Energy Co., Ltd. (GDZR) foi fundada em 2002 e é especializada em comércio e investimento de energia e recursos naturais, concentrando-se em commodities como metal, carvão e produtos químicos. Zhuhai Zhenrong Company, o maior acionista da GDZR, é uma empresa de propriedade estatal em grande escala e uma das 5 maiores empresas de comércio de petróleo e produtos petrolíferos registrados na OMC. Nos últimos anos, a GDZR comprometeu-se a investir no sector da energia, que inclui, em grande parte, refinaria. Um destes projetos foi uma planta de refino em Myanmar, também na Ásia. Um memorando foi assinado entre a companhia e representantes do governo em 2011. A GDZR diz esperar que o projeto esteja em pleno funcionamento em poucos anos. Suas instalações de apoio, incluindo pipelines, instalações de enchimento de gás e zona industrial química estão sob planejamento.



Topo
Ceará firma Memorando de Entendimento com chineses para tentar garantir construção de refinaria

O terreno que havia sido doado à Petrobras para a instalação da refinaria foi devolvido ao Governo do Estado e agora faz parte do espaço da ZPE.

Após perder definitivamente a refinaria Premium II em janeiro de 2015, quando a Petrobras anunciou o encerramento do projeto, o Ceará tem tentado encontrar possibilidades para que o sonho de décadas da população local possa renascer. Um dos planos do Governo do Estado é viabilizar o empreendimento com investidores chineses, algo que tem sido articulado desde maio do ano passado. Nesta segunda-feira (14), mais um passo importante foi dado, já que o governador Camilo Santana assinou um Memorando de Entendimento com a multinacional de petróleo Guangdong Zhenrong Energy, que se comprometeu a analisar a viabilidade do projeto.

Assinado em Guangzhou, na China, o documento garante que a empresa chinesa fará um estudo para analisar a possibilidade de instalar uma refinaria no Estado, exatamente no mesmo terreno onde seria construída a Premium II, e que hoje pertence à Zona de Processamento de Exportação (ZPE). O empreendimento está incluído dentro de um acordo Brasil-China, assinado no ano passado, e deverá ser financiado por bancos chineses.

"A China hoje tem muito interesse em investir no País, em especial no Ceará. Os chineses estão impressionados com o nosso estado, pela estrutura que disponibilizamos, a localização e, principalmente, por conta da Zona de Processamento de Exportação. Isso abre muitas perspectivas de novos negócios para o estado", afirmou Camilo Santana.

Benefícios

De acordo com o Governo do Estado, o empreendimento, caso seja confirmado, deverá gerar pelo menos 10 mil empregos na fase de construção e 8 mil postos permanentes entre diretos e indiretos. Além disso, a previsão é de que a unidade de refino produza até 300.000 barris/dia, com investimento de US$ 4 bilhões.

Além da Guangdong Zhenrong Energy, a assinatura do Memorando de Entendimento entre o Governo do Estado e chineses contou, ainda, com a participação da empresa petroquímica Qingdao Xinyutian Petroquímical, fechando a cadeia produtiva de combustíveis e produtos químicos derivados do petróleo.



Topo
Ceará terá 23 câmaras sem participação feminina em 2017

A partir do dia 1º de janeiro, apenas 16% das vagas de vereador no Estado serão ocupadas por mulheres.

Embora a legislação estabeleça uma cota para estimular a participação feminina na política - a Lei nº 9.504/1997 estabelece que entre 30% e 70% das candidaturas aos cargos proporcionais sejam destinadas a um dos gêneros -, a representação de mulheres no legislativo ainda é muito reduzida. No Ceará, apenas 16% das vagas nas câmaras municipais serão ocupadas por mulheres a partir do dia 1º de janeiro. Na atual legislatura, a ocupação feminina nos legislativos municipais do Estado corresponde a apenas 17% das cadeiras de vereadores.

O caminho para conseguir ocupar espaços na política institucional é árduo - seja para conseguir se eleger ou mesmo para se manter nos cargos. Vereadoras apontam que os desafios começam nos partidos, normalmente mais preocupados em cumprir as cotas estabelecidas por lei do que propriamente formar mulheres. Ao chegar na casa legislativa, porém, a situação não é facilitada. O esforço para mostrar competência e pautar as lutas precisa ser ainda maior que o dos homens.

O espaço que já é reduzido está ficando ainda mais restrito. Embora as vagas nas câmaras municipais cearenses tenham aumentado do pleito de 2012 para o de 2016 (passou de 2.147 para 2.176, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral), a quantidade de mulheres eleitas caiu de 366 para 360. Na próxima legislatura, 23 dos 184 municípios do Ceará não terão nenhuma mulher no poder legislativo, enquanto outras 54 cidades contarão com apenas uma representante do gênero.

Outras 47 cidades terão apenas duas vereadoras, embora os municípios com menos vagas na câmara tenham pelo menos nove cadeiras disponíveis. A quantidade de cidades do Estado com uma representação equiparada entre homens e mulheres é ínfima. Apenas cinco das 184 terão, a partir de janeiro de 2017, praticamente o mesmo número de vereadores e vereadoras: Apuiarés, Jaguaribara Moraújo, Pindoretama e Potengi.

Apuiarés, aliás, foi a única cidade do Ceará que elegeu mais mulheres que homens: são quatro vereadores e cinco vereadoras que assumirão mandato na Câmara Municipal no dia 1º de janeiro. Barbalha, que atualmente dispõe de uma representante mulher no legislativo, não elegeu nenhuma para a próxima legislatura.



Topo
Projeto que dá à vaquejada status de patrimônio cultural imaterial vai à sanção

Os senadores aprovaram em 01.11 o projeto de lei que dá à vaquejada, ao rodeio e expressões artístico-culturais similares o status de manifestações da cultura nacional e os eleva à condição de patrimônio cultural imaterial do Brasil.

De autoria do deputado Capitão Augusto (PR-SP), o PLC 24/2016 foi relatado pelo senador Otto Alencar (PSD-BA), favorável à matéria. Recentemente, o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou uma lei do Ceará que regulamentava a prática da vaquejada por 6 votos a 5. A decisão serve de referência para todo o país.

Além do relator, defenderam e apoiaram a aprovação da proposta os senadores José Agripino (DEM-RN), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Sérgio Petecão (PSD-AC), Raimundo Lira (PMDB-PB), Hélio José (PMDB-DF), Armando Monteiro (PTB-PE), Magno Malta (PR-ES), Lídice da Mata (PSB-BA), Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), Deca (PSDB-PB), Edison Lobão (PMDB-MA), Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) e outros.

Os parlamentares destacaram o perfil de tradição secular e a importância das vaquejadas e rodeios para a economia regional, principalmente nordestina. Vários deles também afirmaram que a prática constitui um esporte que vem se aperfeiçoando, reduzindo significativamente os possíveis sofrimentos dos animais.

Agripino, por exemplo, argumentou que o animal corre sobre um colchão de 50 cm, sendo comum a presença de veterinários de plantão. Além disso, segundo o senador, esporas são proibidas e é utilizado um rabo artificial. Otto Alencar disse que a prática é uma tradição cultural que está nas raízes do povo nordestino e que se espalhou por todo o país.

Eunício Oliveira, bem como outros senadores, como Fernando Bezerra Coelho e Garibaldi Alves Filho, também classificaram a vaquejada como importante atividade cultural e econômica. Segundo Eunício, o setor emprega mais de 700 mil pessoas. Já a senadora Lídice lamentou que o STF tenha proibido a prática sem antes debater com profundidade a questão junto à sociedade e o Parlamento.

Manifestações similares

Além da vaquejada e do rodeio, o PLC estabelece como patrimônio cultural imaterial do Brasil também outras atividades, como as montarias, provas de laço, e apartação; bulldogging; provas de rédeas; provas dos Três Tambores, Team Penning e Work Penning, paleteadas, e demais provas típicas, tais como Queima do Alho e concurso do berrante, bem como apresentações folclóricas e de músicas de raiz.

Já são reconhecidas como patrimônio cultural imaterial do Brasil: Arte Kusiwa (pintura corporal e arte gráfica Wajãpi), Cachoeira de Iauaretê (lugar sagrado dos povos indígenas dos Rios Uapés e Papuri), Bumba meu boi do Maranhão, Fandango Caiçara, Feira de Caruaru, Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis (GO), Frevo, Samba, modo artesanal de fazer queijo de Minas nas regiões do Serro e das serras da Canastra e do Salitre, ofício das Baianas de Acarajé, Ofício dos Mestres de Capoeira, e o Tambor de Crioula do Maranhão.



Topo
27% das escolas no Brasil têm menos da metade dos professores com licenciatura

Entre as 100 com melhor média, só 6% dos professores não são graduados na área que lecionam. Reforma do ensino médio pode flexibilizar exigência.

No Brasil, 27% das escolas têm menos da metade dos professores com licenciatura na disciplina que ensinam aosalunos. Isso quer dizer que, nestes colégios, a maior parte dos docentes não estudou na universidade para se tornar professor naquela matéria e também não fez curso de complementação pedagógica. Os dados fazem parte do resultado do "Enem 2015 por Escola", que foi divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep);.

Se consideradas as 100 escolas com as piores médias no Enem 2015, 68 não possuem nem metade dos professores com graduação ou curso na área em que lecionam. Já entre os 100 colégios com melhores médias, apenas seis têm menos da metade dos docentes com formação especializada nas disciplinas que ensinam aos alunos.





Topo
Consumidor de Fortaleza pode economizar até 7% por litro de gasolina

No Ceará, onde os preços do combustível vão de R$ 3,56 a R$ 4,13, a economia pode ser de 16%.

O preço da gasolina comum varia 7,3% em Fortaleza atualmente, indo de R$ 3,68 a R$ 3,95. Isso equivale a uma economia de até R$ 0,27 por litro. De acordo com o último levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), feito de 23 a 29 de outubro, o valor médio do combustível na Capital cearense está em R$ 3,81.

Em relação ao início deste mês, quando o preço médio era de R$ 3,85, o atual valor (R$ 3,81) representa um recuo de 1%. Segundo a ANP, que realizou a pesquisa em 71 estabelecimentos da cidade, o combustível mais barato pode ser encontrado pelo consumidor em um posto de bandeira branca do bairro Henrique Jorge, localizado na Avenida Senador Fernandes Távora. Já o mais caro está em um posto de bandeira Petrobras, na Avenida Washington Soares, no bairro Messejana.

Ceará

No Ceará, o valor da gasolina vai de R$ 3,56 a R$ 4,13, uma variação de 16% ou R$ 0,57 por litro. Atualmente, o preço médio do combustível no Estado é de R$ 3,83, uma queda de 1,3% se comparado ao valor médio observado pela ANP no início de outubro (R$ 3,88).

Segundo a ANP, o posto que comercializa a gasolina mais em conta do Ceará está localizado na cidade do Crato, na região do Cariri. Lá, o valor do litro do combustível vai de R$ 3,56 a R$ 3,79, uma variação de 6,4%. Já o posto cearense que vende a gasolina mais cara fica no município de Canindé, no Sertão Central. O preço pode ser encontrado de R$ 4 até R$ 4,13, uma diferença de 3,25%. Em todo o Estado, a ANP realizou o levantamento em 201 estabelecimentos.

Apesar da redução no preço médio da gasolina no Ceará e Fortaleza, nos últimos meses, os valores ainda continuam representativos se comparados com os demais estados e capitais nordestinas. Entre os estados da região Nordeste, por exemplo, o Ceará tem o segundo valor médio mais alto (R$ 3,83), atrás apenas do Rio Grande do Norte (R$ 3,85). Na terceira posição, aparecem Alagoas e Bahia (R$ 3,80). Os menores preços foram identificados no Maranhão (R$ 3,54), Piauí (R$ 3,57) e Paraíba (R$ 3,63).



Topo
Governo reforça apoio ao combate à seca no Ceará

Secretaria de Recursos Hídricos do estado apresentará à equipe do Ministério da Divulgação/Agência Brasil Valores dos recursos vão depender das propostas feitas pelo Governo do Estado

O governo federal vai ampliar o repasse de recursos federais para ações executadas pelo Governo do Ceará que asseguram o abastecimento da população afetada pela seca no estado.

A decisão foi tomada após audiência do ministro Helder Barbalho com governador Camilo Santana, nessa terça-feira (25). Entre 2011 e 2016, o governo federal já havia repassado R$ 3,8 bilhões para ações emergenciais e para obras hídricas no Estado.

A Secretaria de Recursos Hídricos do Ceará apresentará à equipe do ministério os projetos considerados prioritários. Os valores dos novos recursos a serem repassados dependem dessas propostas por parte do governo do estado.

Na reunião, o ministro Helder Barbalho reafirmou ao governador Camilo Santa a orientação do presidente Michel Temer de priorizar o repasse de recursos para ações emergenciais e obras hídricas que vão assegurar o abastecimento de água em toda a Região Nordeste. "Nossas equipes estão focadas em buscar soluções que possam efetivamente dar mais segurança à população cearense durante a seca. Conseguimos, inclusive, antecipar em 11 dias a publicação da Consulta Pública para empresas interessadas em executar os serviços remanescentes no Eixo Norte do Projeto São Francisco, que estavam sob responsabilidade da Mendes Júnior", destacou o ministro.



Topo
Presidente da Casa do Ceará tomou posse na Academia de Letras de Brasília

A solenidade se deu no salão Luiz de Camões da embaixada de Portugal em Brasília, em 18.10, com a participação de seus familiares, esposa, D. Ivete, e as três filhas, Alba Cristina, Adriana e Ana Claudia de Melo, genros, netos, irmãos, João, Geremias, Cristiano,José e Nazareno, as irmãs Ana de Melo, Maria Dolores e Amália , deputado Mauro Benevides, a prima, Maria Dione de Araujo Felipe, membros da Academia, os diretores da Casa do Ceará, Estênio Campelo, Adirson Vasconcelos, JB Serra e Gurgel., José Sampaio de Lacerda Junior, Carlos Euler Currlin Perpetuo, Luiz Gonzaga de Assis e sra. e Francisco Machado da Silva e Sra. e o comendador Francisco Albery Mariano e Sra. Osmar substitui o acadêmico Fontes de Alencar, na cadeira XXIII, patroneada por Gonçalves Dias.

Osmar foi levado à mesa da solenidade por um grupo de três acadêmicos liderados por Adirson Vasconcelos (Santana do Acaraú).

Foi saudado pelo acadêmico Wilon Wander Lopes, um velho amigo de lutas políticas e embates no âmbito da OAB, que discorreu sobre a longa trajetória, desde Iguatu, onde nasceu,passando pelo Rio de Janeiro onde se formou em Direito pela antiga Faculdade de Direito do Catete, da Universidade do Estado do de Rio de Janeiro, até sua fixação em Brasília onde exerceu importantes funções públicas no âmbito da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, sua militância política no MDB e depois no PMDB, sua candidatura à Câmara dos Deputados pelo Ceará, sua presença no Governo do Distrito Federal, participação nos diversos conselhos da OAB/DF. Wilon também teceu considerações sobre a formação do Distrito Federal e das cidades satélites especialmente Taguatinga.

No seu pronunciamento de posse, como estudioso do Direito, expressou sua convicção de que o Brasil só será uma democracia plena quando abolir os cartórios, a justiça militar e o foro privilegiado dos políticos, e ostrou a presença de Gonçalves Dias, o poeta indigenista épico do Maranhão, nascido do interior do Estado, mas que estudou e venceu em Coimbra , Portugal, e onde se bacharelou em Direito, no Rio de Janeiro, como professor do Colegio Pedro II e onde teve a consagração dos críticos literários e intelectuais.Otto Maria Carpeaux ao examinar sua obra que retrata as três raças formadoras do Brasil : o índio, o português e o negro, afirmou que ele é o “primeiro poeta verdadeiramente nacional”, enquanto José Verissimo o considera “o mais completo poeta do Brasil” e José de Alencar “o poeta nacional por excelência”.



Topo
Alerta máximo! Ceará poderá ter o 6º ano de seca, em 2017.crescem as preocupações.há só 8,5% de água nos 153 açudes do estado.

O Ceará enfrenta, segundo estudo realizado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a pior seca prolongada desde 1910. Segundo o meteorologista do órgão responsável pelo estudo, David Ferran, caso em 2017 ocorram novamente precipitações abaixo da média anual (faixa entre 670 e 930 milímetros, com valor central em 800mm), será a primeira vez na história a se ter seis anos consecutivos de estiagem.

Situação preocupante

A seca impacta drasticamente diversos setores. O mais preocupante é, sem dúvida, o abastecimento humano. Atualmente, o Estado tem somente 8,5% de água disponível nos 153 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). A situação é mais grave do que pode parecer, pois o nível dos reservatórios tende a baixar até o fim do ano, já que neste segundo semestre, conforme ressaltou o órgão, praticamente não chove no Ceará.

Diante do preocupante cenário, os sertanejos depositam as esperanças nas obras hídricas que estão sendo realizadas. A Transposição do Rio São Francisco espera beneficiar 12 milhões de pessoas em quatro Estados. Já o Cinturão das Águas (CAC), segundo Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH), deve "aumentar a garantia do abastecimento humano da segunda região mais populosa do Estado", o sertão do Ceará, com cerca de 720 mil habitantes.

Distribuição

O projeto será fundamental na distribuição de água no sertão. A partir do CAC, será possível levar as águas do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF) de Jati ao Castanhão - responsável por abastecer boa parte da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) -, por meio do Rio Salgado e Riacho dos Porcos, que deságuam no Rio Jaguaribe. O CAC permitirá a transferência de vazões excedentes do PISF, não apenas para o Castanhão, mas também para o Açude Orós.

Diante da importância desta obra, o Governo do Estado se mobiliza em angariar recursos para que o Cinturão ande concomitantemente às obras da Transposição do Velho Chico. Há duas semanas, o Governo Federal liberou repasse de R$ 30 milhões do Ministério da Integração Nacional para execução da obra que é dividida em cinco lotes os quais integram o Trecho I do CAC, atualmente em execução, que tem 154,24Km de extensão, e custará R$ 2,08 bi.

Andamento

O principal e mais adiantado canteiro de obras no momento é o lote I, com 49% já executado. Ele se concentra na área que receberá as águas da transposição, a partir de Jati. O lote II tem 23% dos serviços executados; o lote III, 19%; lote IV, 4,26% e o quinto lote (que corresponde aos túneis), com 51% executados.

O Cinturão prevê a construção de 1,3 mil quilômetros de canais, sifões e túneis que levarão água, por gravidade, sem necessidade de uso de estações de bombeamento, para 12 bacias hidrográficas do Ceará. Até o momento foram investidos R$ 654 mi e o prazo de conclusão, segundo a SRH, "dependerá do sistemático repasse de recursos pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Integração Nacional". Esse repasse, ainda conforme a pasta, encontra-se normalizado atualmente.

Apesar da SRH não estimar uma data, a expectativa, segundo o governador do Estado, Camilo Santana (PT), é de que o primeiro trecho de 32 quilômetros seja entregue junto ao PISF, em dezembro deste ano. Com a conclusão de ambas as obras, espera-se que os principais reservatórios cearenses ganhem aporte e tragam um pouco de alívio para as regiões mais afetadas, enquanto a próxima quadra chuvosa ainda é uma incógnita.

"A Funceme ainda não tem previsão para 2017", adverte Ferran. Ele explica que as condições de neutralidade na temperatura de superfície do Oceano Pacífico Equatorial tornam difícil um prognóstico precoce.



Topo
Vaqueiros protestam pelo país contra a proibição da vaquejada

Atos ocorrem em ao menos 11 estados e no Distrito Federal. Semana passada, o STF decidiu que a prática é inconstitucional.

Vaqueiros e trabalhadores de vaquejadas protestam nesta terça-feira (11) em ao menos 11 estados e no Distrito Federal contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que pode tornar a prática esportiva ilegal em todo o país.

A vaquejada é uma tradição cultural nordestina na qual um boi é solto em uma pista e dois vaqueiros montados a cavalo tentam derrubá-lo dentro de uma área estabelecida e marcada por cal. Segundo as regras do esporte, a derrubada só é considerada válida se o boi cair, ficar com as 4 patas para cima e se estiver na área delimitada. Dependendo do local da queda, pontos são somados ou não a dupla.

Na semana passada, o STF derrubou uma lei no Ceará que legalizava a prática. Os ministros consideraram que a atividade é inconstitucional e que impõe sofrimento ao animal.

A Associação Brasileira de Vaquejada (ABVQ), por sua vez, argumenta que a decisão do STF "não acompanhou a evolução e adaptação do esporte", que já não causaria mais sofrimentos ao animal. Eles também defendem os empregos que a modalidade gera.

O regulamento de bem-estar animal da ABVQ prevê que cavalos e gados que participam das competições não passem fome nem sede, que tenham situações de estresse, medo e ansiedade minimizadas e que tenham áreas adequadas para descanso, por exemplo.

Alguns estados firmam ainda termos com os Ministérios Públicos e regulamentam outras ações, como a proibição do uso de luvas com pregos, parafusos ou objetos cortantes; a proibição de bater no animal, de dar choque, usar esporas ou chicotes, entre outras práticas.

Veja como estão os protestos em cada estado:

Acre

Criadores, tratadores e domadores de cavalos saíram em cavalgada pelas ruas de Rio Branco contra o veto à vaquejada. Havia cerca de 200 pessoas no ato, segundo organizadores e a companhia de trânsito local.

Alagoas

Vaqueiros de municípios alagoanos saíram as ruas de Maceió nesta terça para protestar contra a proibição da vaquejada. Um grupo a cavalo saiu do Dique Estrada, no Vergel, em direção ao Palácio República dos Palmares, no Centro.

No interior, manifestantes também contrários a proibição interditaram a rodovia BR-423, no quilômetro 40. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), cerca de 100 manifestantes que protestam.

Bahia

Em Feira de Santana, a 100 km de Salvador, o grupo pretende sair em carreata pela BR-116 Sul, uma das principais rodovias do estado, e percorrer ruas até o Parque de Exposições, na BR-324.

O presidente da Associação de Vaquejadas da Bahia, Valmir Velozo, diz que o grupo está preocupado com a possibilidade de proibição da prática no estado, após a decisão do Supremo no Ceará. "Muita gente depende desses eventos no estado e no Brasil. No Brasil, são 720 mil empregos. São 120 mil diretos e 600 mil indiretos", avalia.

Ceará

Vaqueiros e apoiadores da vaquejada realizam um protesto na manhã desta terça-feira em frente ao Clube do Vaqueiro, no Quarto Anel Viário, no Eusébio. O grupo seguiu em um comboio de caminhões pela BR-116. A estimativa dos organizadores é que o ato reuniu aproximadamente 80 caminhões. A organização não estimou quantas pessoas participam do protesto. A Polícia Militar informou que não divulga número de participantes em protestos.

Distrito Federal

Vaqueiros e criadores de gado do Distrito Federal levaram cavalos à Esplanada dos Ministérios nesta terça contra a proibição da prática. Segundo os organizadores, são cerca de 300 pessoas no ato. A PM estima em 40. Os vaqueiros que participaram do protesto estimam que 700 mil pessoas, que trabalham direta e indiretamente com o esporte, sejam afetadas pela proibição do Supremo.

Maranhão

Vaqueiros fizeram uma manifestação em São Luis em frente à sede da Assembleia Legislativa do Maranhão, na Avenida Jerônimo de Albuquerque. Eles são contra a decisão do STF que proibiu a vaquejada no Ceará. O ato público foi para pressionar os parlamentares maranhenses a se manifestarem nesta discussão e legalizarem a vaquejada.

Pará

Cerca de 50 pessoas interditam parcialmente a BR-316, na altura do km 10, desde as 10h20 desta terça, em Ananindeua, na região metropolitana de Belém. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, trata-se de boiadeiros que protestam contra a decisão do STF que proibiu a prática de vaquejada. Ainda não há informações sobre a liberação da rodovia.

Em Santarém, os manifestantes se concentraram por volta das 16h em frente à sede do sindicato rural local e saíram em montados a cavalos por ruas e avenidas da cidade.

Paraíba

Na Paraíba, há manifestações a favor da vaquejada na capital, João Pessoa, e em Campina Grande. Segundo a organização, mais de 300 cavalos e mais de 500 pessoas estão participando do ato em João Pessoa. Em Campina Grande, a organização estima 400 pessoas e 150 cavalos. A PM não acompanha os atos nas duas cidades.



Topo
Inaugurada a tv casa do ceará nas comemorações dos 53 anos da casa do ceara e, evento que reuniu 160 pessoas

Nas comemorações dos 53 anos de fundação da Casa do Ceará em Brasília, que foi em 15 de outubro de 1973, quando 50 cearenses oficialmente instalaram a Casa na 909/Norte, a Casa do Ceará deu um novo passo na incorporação de novas mídias na sua comunicação para a prática da cearensidade entre os cearenses espalhados pelo mundo e pelo Brasil ao inaugurar a TV CASA DO CEARA, que operará através do canal do Youtube: www.youtube/tvcasadoceara.

A Casa do Ceará em Brasiia inicialmente se comunicava através do jornal Ceará e Brasiia que foi criado e dirigido por Luciano Barreira. Posteriormente, aderiu ao site www.casadoceara.org.br, disponibilizou dois outros sites sobre a presença dos cearenses nos 50 anos de Basilia www.brasiia50anosdeceara.com.br e sobre os 50 anos da Casa do Ceará www.50anosdacasadoceara.com.br. Mais recentemente, aderiu ao facebook www.facebook/casadoceara, que vem revolucionando a comunicação da Casa.

A TV Casa do Ceará ficará no ar por tempo indeterminado, com uma programação exclusivamente voltada para a divulgação das coisas do Ceará, as ações do governo do Estado do Ceará, seus eventos, sua programação cultural, seu turismo, indústria, comercio, agricultura e pecuária, duas universidades, seus hospitais públicos e privados, seus transplantes, suas belezas naturais, como Jijoca e Canoa Quebrada, seus escritores, poetas, pintores, humoristas, cantores.

As comemorações dos 53 anos da Casa e do lançamento da TV Casa do Ceará ocorreu no 2º Jantar de Solidariedade do Jornal Ceará em Brasilia que reuniu 160 participantes. NO evento, o escritor e 2º vice presidente da Casa, Adirson Vasconcelos(Santana do Acaraú), doou um quadro para a Pinacoteca Alvaro Lins Cavalcante, o comendador Albery Mariano (Santana do Acaraú) doou uma cesta de chocolates finos, os empresários Francisco Crispim (Ipaumirim) (lojas Blumenau e Dular) e José Fagundes Maia (Nova Russas) e o advogado João Estenio Bezerra Campelo (Crateús) doaram brindes para sorteio entre os participantes.



Topo
SGAN Quadra 910 Conjunto F Asa Norte | Brasília-DF | CEP 70.790-100 | Fone: 3533-3800
E-mail: casadoceara@casadoceara.org.br
- Copyright@ - 2006/2007 - CASA DO CEARÁ EM BRASÍLIA -