Boa noite, quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019
Casa do Ceará

Imprima



Ouça aqui o Hino do Estado do Ceará



Instituições Parceiras
































:: Jornal Ceará em Brasília



— Última Edição —
— Edições Anteriores —

Untitled Document

Julho 2014

Sou brasileiro com muito orgulho e com muito amor

A acachapante, tonitruante e humilhante derrota do Brasil por 7 x 1 para a Alemanha, na semi final da Copa nos livrou de muitas outras vergonhas, que certamente nos cobririam caso o hexa caísse nas nossas mãos. Temia eu, na solidão de minha vida, que o hexa apagasse a outra goleada que a FIFA e os “empreiteiros FiFa”, os “governantes FIFA” impuseram ao bravo povo brasileiro, os 200 milhões em ação que , empolgados, cantavam o refrão que titula esta nota.

Não bastaram o atendimento das exigências FIFA, com isenções fiscais, licitações dirigidas e sem controle, , financiamentos do BNDES a rodo, seguranças eletrônica e digital, policiais cibernéticos, soberania exclusiva e ostensiva nos seus espaços, com imunidade diplomática. Só falta a FIFA ser uma nação independente com assento na ONU...

Luis Felipe Scolari assumiu o ônus do desastre, no campo esportivo. Pôs nas costas o peso do fardo que levará ao túmulo com seu fiel escudeiro Murtosa. Em 90 minutos, foi de herói a vilão de genial a burro, na aldeia global,

Alguns jogadores choraram por decepção, desonra, incompetência, imaturidade, desespero.

Os homens da CBF não se abalaram, na inexpugnável fortaleza da Barra. Nem os ex-donos, nem os futuros donos, nem os pretensos donos, da corja dos mensaleiros, figurinhas carimbadas do “tráfico esportivo” e que poderiam ser hospedes de luxo em Bangu, de 1 a 10.

Os senhores da FIFA que humilharam . sacanearam e obrigaram o país a adotar o “padrão FIFA” nos estádios, com um furioso superfaturamento, no luxo do Copacabana Palace e no lixo da Match . Muitos estádios serão uteis. Outros virarão esqueletos. Os mesmos senhores que obrigaram os brasileiros a financiar as “fan festas FIFA”, os seguranças privados, os voluntários, inclusive os que ficaram nos estádios de costas para o campo , dando-lhes uniforme, comida, transporte, banheiro. Todos seguiram impávidos o colosso que armaram para divertir a macacada.

Os empreiteiros e intermediários da corrupção nos estádios nunca foram incomodados nem chamados às falas. Num pais serio estariam todos presos. Mas continuam em liberdade e livres para roubar e saquear o país do sonho Bolivariano!.

A Globo e a Band são partes do vexame, da catástrofe, do desabamento. A lona do circo caiu sobre eles. Seus patriotas narradores , comentaristas amestrados e repórteres sucumbiram. Ocuparam todos os espaços do circo, vendendo enganos e ilusões, a serviço do oficialismo. O Sport TV, da Globo, conseguiu naufragrar na Ilha Fiscal, onde o baile alemão afundou o Império global, com dezenas de comentaristas semianalfas e analfas funcionais. A Globo faturando dez vezes mais do que a Band, a Fifa dez vezes que os empreiteiros e a Globo.

Os brasileiros, principalmente os puros de coração, choraram com a humilhação .e a decepção. O Mineiraço de 2014 apagou o Maracanaço de 1950. Foram os que abraçaram a seleção com carinho e amor. O choro e a dor deixaram todos arrasados e desnorteados. D. Patricia Poeta resumiu: os torcedores fizeram bonito.

Os imundos pagaram o ônus com xingamentos, agressões, etc; Acharam que a ausência das manifestações na Copa absolvia todos os desmandos praticados e que continuariam impunes e fétidos. Não se deram conta que era uma trégua, entre a paz e a guerra.

O outro lado da derrota seria o igualmente complicado.

Como aturar Galvão Bueno do Brasil, que comandava o país durante os 90 minutos dos jogos da seleção, enfeitando o pavão com suas palavras de ordem? Como aturar um exército de narradores, apresentadores, comentaristas, repórteres, ex-jogadores e ex árbitros? Todos já se consideravam hexas, senhores dos anéis, dos dedos, da razão pura, da física quântica? Todos faziam a apologia do fútil e do inútil,

Nos livramos de ver os jogadores subindo a rampa do Planalto, agraciados com aposentadorias vitalícias. Dando cambalhotas, de serem adulados e bajulados no Parlatório, homenageados pelos anões de paletó e sem caráter da Câmara e no Senado, nos palácios dos governos estaduais e prefeituras, nas carreatas e passeatas políticas, desfiles em carro aberto, dos bombeiros, nas cidades natais dos atletas, alguns seriam obrigados por patrocinadores irem de boné ao Jô Soares, ao Sergio Groissman, a Fatima Bernades, ao Faustão, ao Ratinho, a intermináveis entrevistas “ao vivo” com Galvão, Bonner e Poeta.

Os jogadores que chegaram ao ápice do estiloso, com seus penteados, brincos de brilhantes,e personal manicure pedicure e tatuadores . Alguns chegavam a fazer a virilha... Muitos orgulhavam-se de seus performances com óculos e roupas para se exibir e postar no “ face” e no instagram . Usaram e abusaram do twiter. Exibiam, como troféus, suas chuteiras coloridas e alguns suas chuteiras de cores diferentes,

Muitos conseguiram que suas vidas fossem devassadas, seu passado de dor e sofrimento, de angustias e esperanças se contrapondo a um presente de ostentação, riqueza, que vai da casa doada a mãe e aos irmãos desvalidos aos palacetes , casas e apartamentos em condomínios fechados, com banheiras, duchas, churrasqueiras, frequentados por uma coleção de piriguetes, popozudas tão maluquetes quanto doidetes...

Não pensem que o legado da Copa vai mudar o Brasil e o futebol. Vai piorar. FiFa, CBF, ladrões, agentes, dirigentes de federações e clubes, televisões e empresários continuarão como pulhas e sanguessugas dando as cartas.

(*) JB Serra e Gurgel (Acopiara), jornalista e escritor.

Untitled Document

JB Serra e Gurgel
Jornalista e Escritor
http://www.cruiser.com.br/girias
gurgel@cruiser.com.br


:: Outras edições ::

> 2017

– Outubro
Como os cearenses vem os cearenses nativos e forasteiros

– Setembro
Ascensão e queda de Cleto Meireles: Colmeia, Haspa e Cidade Ocidental

– Julho
Para a Forbes, o Califa Abu Bakral Bagdadi é a 57ª pessoa mais poderosa do mundo

> 2016

– Setembro
Sou brasileiro com muito orgulho e com muito amor

> 2015

– Novembro
Para a Forbes, o Califa Abu Bakral Bagdadi é a 57ª pessoa mais poderosa do mundo

– Outubro
Um cavaleiro andante que caminhou entre aforismos e citações

– Setembro
Por uma claraboia no meio do Salão Nobre do Palácio da Abolição

– Agosto
As cem edições do Jornal da Gíria. Um marco no mundo gírio

> 2014

– Setembro
Acopiara : “Meton, notas de uma vida”, uma trajetória e um exemplo

– Agosto
O Ceará poderia ter tido mais um presidente: Juarez Távora

– Julho
Sou brasileiro com muito orgulho e com muito amor

– Junho
Dionísia aumentou a presença de Acopiara na Siqueira Gurgel

– Maio
Estão querendo Revogar a lei do morro: não sei, não vi, não conheço

– Abril
Faça como o velho marinheiro...

– Março
Tereza Aragão Serra, uma lenda quase esquecida em Tauá

– Fevereiro
José de Alencar e a língua portuguesa

– Janeiro
Moreira de Acopiara - o poeta popular de Diadema/SP

 

> 2013

– Dezembro
A presença dos Cearenses na população de Brasília

– Novembro
O cearense que escolheu o local para implantação de Brasília

– Outubro
Acopiara – Tia Nenem uma guerreira entre os Guilherme

– Agosto
As citações que marcam o cotidiano de Osvaldo Quinsan

– Julho
O último apito do trem que passava por Acopiara

– Junho
Dionísia aumentou a presença de Acopiara na Siqueira Gurgel

– Maio
Estão querendo Revogar a lei do morro: não sei, não vi, não conheço

– Abril
Faça como o velho marinheiro...

– Março
Tereza Aragão Serra, uma lenda quase esquecida em Tauá

– Fevereiro
José de Alencar e a língua portuguesa

– Janeiro
Moreira de Acopiara - o poeta popular de Diadema/SP

> 2012

–Dezembro
O acopiarense Vicente dos dez mares e oceanos

–Novembro
A presença de marranos e ciganos no Ceará

–Outubro
No modo de dizer dos italianos, as raízes de expressões brasileiras

–Setembro
Nobreza Cearense: Barões e viscondes não assinalados

–Agosto
A linguagem de Paco, regional e universal

–Julho
As armas e os barões assinalados

–Junho
Acopiara - Eita Brazilzão sem porteira

–Maio
Acopiara - Nertan Holanda Gurgel. Auto retrato de um homem simples

–Abril
José Alves de Oliveira: “árvore velha não se muda”

– Março
A gíria presente na obra de Eça de Queiroz II

– Fevereiro
Miguel Galdino - uma vida pelas justas causas

– Janeiro
História do Ceará de todos nós, presentes e ausentes

> 2011

– Dezembro
A gíria ou o calão presente na obra de Eça de Queiroz

– Novembro
A gíria ou o calão presente na obra de Eça de Queiroz
– Setembro
Como o Ceará libertou seus 30 mil escravos
– Agosto
Manoel Edmilson Teixeira um homem simples e de bem
– Julho
Acopiara - Apelidos e o que não falta
– Junho
Acopiara -Zé Marques Filho, uma referencia de respeito
– Maio
Os cearenses do Rio de Janeiro
– Janeiro
Acopiara - não é só mineiro que é desconfiado

> 2010

– Dezembro
Acopiara – os brasileiros reclamam de que mesmo?
–Novembro
Marcas da presença do Ceará na Guerra do Paraguai
– Outubro
Como o Brasil começou a fabricar seu papel moeda
– Junho
Um cearense acima de qualquer suspeita
– Maio
Acopiara – O centenário de Alcebíades da Silva Jacome
– Abril
Acopiara e o Seminário do Crato
– Fevereiro
A queda de braço entre o Presidente Castello Branco e seu irmão Lauro

> 2009

– Dezembro
Os desencontros entre José de Alencar e dom Pedro II
– Novembro
Tem uma Teresa que foi a 1ª. mulher cearense a ser delegada da mulher em Brasília
– Outubro
Acopiara - Dom Newton 60 anos de padre, 30 anos de bispo
– Agosto
Acopiara - O passado é um pais estrangeiro
– Julho
Futebol cearense atravessa mau momento
– Junho
Acopiara – O Estrago da Crise Global
–Maio
Meu avô – Henrique Gurgel do Amaral Valente II
–Abril
Acopiara - Reverência aos nossos heróis anônimos
– Fevereiro
Acopiara vista à distancia, em cruzeiro
– Janeiro
Chico Sobrinho o líder do clã que fará 20 anos de poder em Acopiara

> 2008

– Dezembro
- Acopiara comemorou cinco centenários em 2008
– Novembro
- Acopiara – os 50 anos do padre Crisares.
– Outubro
-Acopiara – como nos despedimos dos que se foram
– Setembro
-Acopiara – Mazinho e Erosimar, os empreendedores
– Agosto
-Acopiara – Ezequiel partiu e deixou saudade
– Julho
- Acopiara - Meu avô, Henrique Gurgel do Amaral Valente
– Junho
- As mães que povoaram Acopiar
– Maio
- Chico Guilherme, a hora e a vez do Coronel




:: Veja Também ::

Blog do Ayrton Rocha
Blog do Edmilson Caminha
Blog do Presidente
Humor Negro & Branco Humor
Fernando Gurgel Filho
JB Serra e Gurgel
José Colombo de Souza Filho
José Jezer de Oliveira
Luciano Barreira
Lustosa da Costa
Regina Stella
Wilson Ibiapina
















SGAN Quadra 910 Conjunto F Asa Norte | Brasília-DF | CEP 70.790-100 | Fone: 3533-3800
E-mail: casadoceara@casadoceara.org.br
- Copyright@ - 2006/2007 - CASA DO CEARÁ EM BRASÍLIA -