Boa noite, quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019
Casa do Ceará

Imprima



Ouça aqui o Hino do Estado do Ceará



Instituições Parceiras
































:: Jornal Ceará em Brasília



— Última Edição —
— Edições Anteriores —

Untitled Document

Novembro 2008

Acopiara – os 50 anos do padre Crisares


O clero e a nobreza continuam sendo os dois segmentos mais importantes das cidades do interior do país, onde as igrejas eletrônicas ainda não penetraram. A religião, com seus valores universais, permeia os poderes econômicos, políticos e sociais. A grande mudança entre o clero do até a metade do século XX e a partir daí até o século XXI é que o clero se articulou com o andar de baixo da sociedade, isto é com os pobres. Ricos e pobres temem a Deus e seguem o Cristo.

Em Acopiara isto é visível. Numa análise superfi cial da ação do clero e da nobreza, esta representada pela elite dominante, salta aos olhos a forte infl uência do vigário na vida da comunidade. Uma infl uência sentida e consentida, muito embora seja notório o desajuste social. Parte substantiva da população católica se distanciou dos princípios da igreja, trilhando seus próprios caminhos, na busca da satisfação individual. Se muitos dos valores éticos e morais são respeitados, outros deixaram de ser considerados.

Padre Crisares Sampaio Couto sabe disso e de muito mais. Por sua formação humanística e religiosa, por sua visão de mundo, por sua presença num região pobre, com poucos nobres, uma classe média média e uma classe pobre pobre. Seu rebanho tem um rosto de difi - culdades, decepções, infortúnio e desesperança, no plano material. Mas este mesmo rebanho tem valores imateriais e espirituais muito rico, pois são pessoas comuns de bem, de caráter, dignidade, ética, que crêem em Deus e seguem o Cristo e N.S. do Perpetuo Socorro.

Padre Crisares Sampaio Couto (1960-) é o sexto vigário de Acopiara, , padre Leopldo Rolim (1921-1933) , padre Joaquim Alves de Oliveira (1933) para João Antonio de Araújo.(1933-1959) , padre Antonio Onofre de Alencar (1958), monsenhor Francisco de Assis (1959-1960) . Antes, quando Acopiara se chamou Lages e Afonso Pena, monsenhor José Coelho, que foi vigário de Iguatu, rezou missa na capela onde foi construída a atual Matriz de N.S. do Perpétuo Socorro.

Nasceu em Jardim, em 14.04.1929 estudou no seminário do Crato e de Fortaleza. Ordenou-se em 1953, foi professor do Seminário e do Colégio Diocesano do Crato, subsecretário da Diocese do Crato, vigário cooperador de Icó e de Iguatu, vigário geral da Diocese de Iguatu.

Veio do Crato, no tempo em que Acopiara pertencia à Diocese do Crato, designado pelo bispo dom Vicente de Paulo Araújo Matos, no vazio de uma tensão provocada pela licença e posterior renuncia do padre João Antonio, no rastro de suas paixões políticas. Hoje, a paróquia está na Diocese de Iguatu.

De longe, sua permanência na cidade, 48 anos, de 45 mil habitantes e umas 200 mil almas, bateu todos os recordes, padre Rolim (12), padre João Antonio (26) . Seu tempo e maior que a soma do tempo dos demais.

Padre Crisares mansamente foi conquistando a cidade, distanciando- se da política e das intervenções ortodoxas de seu antecessor. Pacifi cou o rebanho, o que facilitou sua ação religiosa. Com os corações e mentes nas mãos acumulou elevados níveis de confi ança, permitindo-lhe o desenvolvimento de uma intensa ação social. A Igreja que era articulada apenas com a elite se espalhou por todas as classes. Se aproximou do povo, da roça, dos humildes, das pessoas de bem, dos jovens e dos idosos.

Assim meteu a mão na massa e os resultados apareceram com construção de três capelas urbanas e 13 rurais, do Centro Social Paroquial, iniciado em 1960 e concluído em 1964, com amplos auditórios m, o Centro Pastoral, um complexo de auditório de 254 lugares,, salas de reuniões, refeitório e dormitórios. O açude intercomunitário de Extrema, com capacidade de 4 milhões de metros cúbicos, que atende às localidades de Maracajá, Casas Velhas e Varjota. Em 1989, implantou a Cooperativa Agropecuária dos Pequenos Produtores de Acopiara e dotou a paróquia de um Projeto de Segurança Alimentar, que deu seqüência ao projeto da Cáritas, no combate à fome dos mais pobres.

No plano religioso, depois do Concilio Vaticano II, ativou as Comunidades Eclesiais de Base e as Pastorais, com uma vasta malha de atividades participativas do povo de Deus. Com sua estatura alta e seu estilo despojado, raramente usa sapatos, mas sandálias, fez da casa paroquial um sala de visitas da Cidade, a todos acolhendo com atenção e respeito.

Untitled Document

JB Serra e Gurgel
Jornalista e Escritor
http://www.cruiser.com.br/girias
gurgel@cruiser.com.br


:: Outras edições ::

> 2017

– Outubro
Como os cearenses vem os cearenses nativos e forasteiros

– Setembro
Ascensão e queda de Cleto Meireles: Colmeia, Haspa e Cidade Ocidental

– Julho
Para a Forbes, o Califa Abu Bakral Bagdadi é a 57ª pessoa mais poderosa do mundo

> 2016

– Setembro
Sou brasileiro com muito orgulho e com muito amor

> 2015

– Novembro
Para a Forbes, o Califa Abu Bakral Bagdadi é a 57ª pessoa mais poderosa do mundo

– Outubro
Um cavaleiro andante que caminhou entre aforismos e citações

– Setembro
Por uma claraboia no meio do Salão Nobre do Palácio da Abolição

– Agosto
As cem edições do Jornal da Gíria. Um marco no mundo gírio

> 2014

– Setembro
Acopiara : “Meton, notas de uma vida”, uma trajetória e um exemplo

– Agosto
O Ceará poderia ter tido mais um presidente: Juarez Távora

– Julho
Sou brasileiro com muito orgulho e com muito amor

– Junho
Dionísia aumentou a presença de Acopiara na Siqueira Gurgel

– Maio
Estão querendo Revogar a lei do morro: não sei, não vi, não conheço

– Abril
Faça como o velho marinheiro...

– Março
Tereza Aragão Serra, uma lenda quase esquecida em Tauá

– Fevereiro
José de Alencar e a língua portuguesa

– Janeiro
Moreira de Acopiara - o poeta popular de Diadema/SP

 

> 2013

– Dezembro
A presença dos Cearenses na população de Brasília

– Novembro
O cearense que escolheu o local para implantação de Brasília

– Outubro
Acopiara – Tia Nenem uma guerreira entre os Guilherme

– Agosto
As citações que marcam o cotidiano de Osvaldo Quinsan

– Julho
O último apito do trem que passava por Acopiara

– Junho
Dionísia aumentou a presença de Acopiara na Siqueira Gurgel

– Maio
Estão querendo Revogar a lei do morro: não sei, não vi, não conheço

– Abril
Faça como o velho marinheiro...

– Março
Tereza Aragão Serra, uma lenda quase esquecida em Tauá

– Fevereiro
José de Alencar e a língua portuguesa

– Janeiro
Moreira de Acopiara - o poeta popular de Diadema/SP

> 2012

–Dezembro
O acopiarense Vicente dos dez mares e oceanos

–Novembro
A presença de marranos e ciganos no Ceará

–Outubro
No modo de dizer dos italianos, as raízes de expressões brasileiras

–Setembro
Nobreza Cearense: Barões e viscondes não assinalados

–Agosto
A linguagem de Paco, regional e universal

–Julho
As armas e os barões assinalados

–Junho
Acopiara - Eita Brazilzão sem porteira

–Maio
Acopiara - Nertan Holanda Gurgel. Auto retrato de um homem simples

–Abril
José Alves de Oliveira: “árvore velha não se muda”

– Março
A gíria presente na obra de Eça de Queiroz II

– Fevereiro
Miguel Galdino - uma vida pelas justas causas

– Janeiro
História do Ceará de todos nós, presentes e ausentes

> 2011

– Dezembro
A gíria ou o calão presente na obra de Eça de Queiroz

– Novembro
A gíria ou o calão presente na obra de Eça de Queiroz
– Setembro
Como o Ceará libertou seus 30 mil escravos
– Agosto
Manoel Edmilson Teixeira um homem simples e de bem
– Julho
Acopiara - Apelidos e o que não falta
– Junho
Acopiara -Zé Marques Filho, uma referencia de respeito
– Maio
Os cearenses do Rio de Janeiro
– Janeiro
Acopiara - não é só mineiro que é desconfiado

> 2010

– Dezembro
Acopiara – os brasileiros reclamam de que mesmo?
–Novembro
Marcas da presença do Ceará na Guerra do Paraguai
– Outubro
Como o Brasil começou a fabricar seu papel moeda
– Junho
Um cearense acima de qualquer suspeita
– Maio
Acopiara – O centenário de Alcebíades da Silva Jacome
– Abril
Acopiara e o Seminário do Crato
– Fevereiro
A queda de braço entre o Presidente Castello Branco e seu irmão Lauro

> 2009

– Dezembro
Os desencontros entre José de Alencar e dom Pedro II
– Novembro
Tem uma Teresa que foi a 1ª. mulher cearense a ser delegada da mulher em Brasília
– Outubro
Acopiara - Dom Newton 60 anos de padre, 30 anos de bispo
– Agosto
Acopiara - O passado é um pais estrangeiro
– Julho
Futebol cearense atravessa mau momento
– Junho
Acopiara – O Estrago da Crise Global
–Maio
Meu avô – Henrique Gurgel do Amaral Valente II
–Abril
Acopiara - Reverência aos nossos heróis anônimos
– Fevereiro
Acopiara vista à distancia, em cruzeiro
– Janeiro
Chico Sobrinho o líder do clã que fará 20 anos de poder em Acopiara

> 2008

– Dezembro
- Acopiara comemorou cinco centenários em 2008
– Novembro
- Acopiara – os 50 anos do padre Crisares.
– Outubro
-Acopiara – como nos despedimos dos que se foram
– Setembro
-Acopiara – Mazinho e Erosimar, os empreendedores
– Agosto
-Acopiara – Ezequiel partiu e deixou saudade
– Julho
- Acopiara - Meu avô, Henrique Gurgel do Amaral Valente
– Junho
- As mães que povoaram Acopiar
– Maio
- Chico Guilherme, a hora e a vez do Coronel




:: Veja Também ::

Blog do Ayrton Rocha
Blog do Edmilson Caminha
Blog do Presidente
Humor Negro & Branco Humor
Fernando Gurgel Filho
JB Serra e Gurgel
José Colombo de Souza Filho
José Jezer de Oliveira
Luciano Barreira
Lustosa da Costa
Regina Stella
Wilson Ibiapina
















SGAN Quadra 910 Conjunto F Asa Norte | Brasília-DF | CEP 70.790-100 | Fone: 3533-3800
E-mail: casadoceara@casadoceara.org.br
- Copyright@ - 2006/2007 - CASA DO CEARÁ EM BRASÍLIA -